Páginas

terça-feira, 31 de maio de 2011

O “Trans-Parecer” Da Alma


“E, voltando-se para a mulher, disse a Simão: Vês tu esta mulher? Entrei em tua casa, e não me deste água para os pés; mas esta com suas lágrimas os regou e com seus cabelos os enxugou”.

Quando os sentimentos não são levados em conta, o comportamento se apressa e se exibi de forma defensiva. Mas para aqueles que estão acima das idéias e conhecimentos ordinários, o transcender o leva para um limite mais elevado, quase metafísico.
A ordinariedade nos faz agir como Simão, juízes representantes e preservadores de nós mesmos. Com um medo infundado devido a um preconceituoso pensamento equivocado. Que descarta do outro qualquer possibilidade de dignidade e direito de atenção.
Para quem está no processo de aprendizagem, adquirindo novos hábitos, esperando ter a oportunidade de mostrar que seu comportamento está sendo transformado, faz como a mulher. Vai até os pés de Jesus e chora. Sem se importar com a reputação, aquilo que os outros pensam dela. O que lhe importa é a dignidade, aquilo que ela sabe que é certo fazer. Ela sabe que só podemos mudar quando queremos mudar.
Aquilo que sou, minha personalidade, meu caráter, está ligado à minha percepção do mundo e de mim mesmo. E essa percepção que tenho de mim e do mundo intervém no meu relacionamento com Deus e com o ser humano, na minha espiritualidade e a maneira como eu a vivencio.
Numa experiência missionária de três anos junto a adolescentes de onze a dezessete anos, tive a oportunidade de encontrar jovens sem sonhos prá sonhar, jovens sem perspectivas de vida, de escola, de trabalho; jovens que utilizam seu tempo, perdendo tempo nas drogas, na prostituição, no crime; jovens que vêem seus sonhos se desmoronar ao tentar construir um mundo de felicidade, num curto momento de prazer; jovens que correm e jovens que param, jovens que rir e jovens que choram; jovens moços e moços velhos. Jovens que já viveram muito, que já sentiram de tudo. Jovens livres e jovens escravos. Jovens com lindas histórias prá contar, mas outros que são simplesmente um livro aberto, mas sem histórias. Jovens que amam e jovens que já perderam a crença no amor. Muitos com pensamentos ordinários. Outros com sonhos de um dia conseguir encontrar um momento de paz. A maior parte deles sem saber que a escolha que fazemos em nossa vida, vai determinar nossa vitória.
Nesse instante, posso ser o que eu quero ser e fazer o que eu quero fazer ou, me conformar em ser o que eu não quero ser e fazer o que não quero. Meus impulsos irão despertar os meus desejos, os meus desejos me farão ter sentimentos que me motivarão a agir, tomar uma decisão. Estando essas decisões certas ou erradas, o que acontecerá é que começaremos a buscar justificativas em nossa mente para aquilo que estava antes em nosso coração. E por isso muitas vezes vemos nossos sonhos se desmoronar. Por que enganoso é o coração.
Pessoas que possuem facilidade de falar sobre o que realmente estão sentindo, apresentam alto grau de transparência. E pessoas transparentes trans-parecem seu verdadeiro estado interior, mantém coerência, falam e demonstram com o corpo o que está dentro delas.
Foi o que fez a mulher. Não pensou na má fama que lhe era imposta. Não se preocupou com o conceito que fariam de sua atitude. Simplesmente se posicionou acima de todas essas questões, se envolveu com seus anseios e sem se esconder, partiu para a ação, e foi fortalecida.
Naquele instante ela aprendeu que Deus podia se relacionar com ela, que poderia através dela se relacionar com outras pessoas e trazer para Deus aqueles que estão distantes d’Ele.
“Eu afirmo a você, então, que o grande amor que ela mostrou prova que os seus muitos pecados já foram perdoados. Mas onde é pouco perdoado, pouco amor é mostrado” (Lucas 7. 47 – BLH). 

Baseado em: Lucas 7. 44.



segunda-feira, 30 de maio de 2011

Pirilampilando

Vê, então, que a luz que há em ti não sejam trevas”.

Pirilampo é o nome de alguns insetos que emitem luz fosforescente. O vaga-lume esta entre eles. É de sua natureza brilhar.
Na nova formação de hábitos, o ser humano ao se encontrar com Jesus descobre que essa também deve ser sua característica, brilhar. Não como o pirilampo, pois não temos essa “substância que ao entrar em contato com o ambiente é oxidada e produz uma molécula energizada que, por sua vez, produz a luz”.
Fazemos-nos luzir quando nos fazemos notórios, quando a publicidade referente à nossa vida é positiva e pode ser usada de modelo para outras vidas. “Rogo-vos, portanto, que sejais meus imitadores” (1 Coríntios 4. 16) e “Sede meus imitadores, como também eu o sou de Cristo” (1 Coríntios 11. 1).
É pirilampilando que vamos mostrando ao mundo o amor de Jesus. Luzindo entre as trevas deste mundo, como o pirilampo faz numa noite escura e apesar disso, todos podem encontrá-lo na escuridão.
O importante é assegurar nossa dignidade, nessa sociedade demasiadamente envenenada com uma forma de pensar e agir hipócrita. Nosso pirilampilar deve fazer as pessoas enxergarem que ainda há amor entre nós, que ainda se pode encontrar em quem se confiar, que as palavras podem ser ditas de forma a trazer consolo e paz. “Sede pois imitadores de Deus, como filhos amados” (Efésios 5. 1).
Pirilampilando vamos pirilampilar vidas e luzir caminhos para quem está perdido no caminho. “Irmãos, sede meus imitadores, e atentai para aqueles que andam conforme o exemplo que tendes em nós” (Filipenses 3. 17).
Não vamos nos conformar com opiniões equivocadas e impostas sobre nós. O povo de Deus tem algo melhor a oferecer, algo melhor a viver e esperamos um futuro glorioso.
“para que não vos torneis indolentes, mas sejais imitadores dos que pela fé e paciência herdam as promessas” (Hebreus 6. 12).

Baseado em: Lucas 11. 35.


Todo Lugar É um Lugar de Culto Ao Senhor

Maio é o mês das mães!
Em muitas igrejas se fazem eventos para as famílias. É também o mês de aniversários de muitos, inclusive o meu. Sendo assim é um mês em que se ganha muitos presentes. Ou será que não?
Bem, uma coisa eu sei. Apesar de tudo isso, existem muitas pessoas que estão por aí desoladas e sem destino. Vivendo suas vidas de emoções em emoções, que vão em busca de alegrias mas que na verdade se perdem nas fantasias; pessoas que se entregam tão somente às ilusões. Pessoas que não percebem que de repente do seu rosto o sorriso se vai sumindo. E uma vida sem sentido vai apagando todo o seu ser. Até que ele chegue ao fim do túnel.
Conheci uma jovem, uma adolescente na verdade, que estava numa condição assim. Através de uma cartinha ela me disse o seguinte: “Eu era muito triste, tinha muitas mágoas guardadas no coração, mas, quando você apareceu, tudo mudou. Deus colocou você no meu caminho para que as tristezas e mágoas fossem embora”. Ela viu os raios de luz quando alguém lhe falou do nome de Jesus.
Muitas pessoas não imaginam que possa existir um amor assim. Que uma luz como essa possa transformar suas vidas. Essa mesma jovem diz na sua carta: “... Deus tem uma obra muito grande na sua vida, uma delas você já cumpriu, que foi me levar de volta pra igreja, se não fosse você não sei o que seria de mim hoje”. Confesso que isso me deixou emocionado. Para mim foi um presente de aniversário. E que presente!
E você, tem ganhado presentes como esse? Ou só está preocupado em ganhar coisas que com o tempo irão se acabar?
Quando se lê o livro de Neemias e encontramos um homem preocupado em fazer reformas sociais e espirituais que irão transformar as vidas das pessoas e leva-las a confessar os seus pecados, descobrimos que o segredo de todo esse sucesso foi devido a sua dependência da presença de Deus em tudo o que fazia, e de sua vida de oração. Ele na verdade se preocupava com a natureza do problema do povo: “Quando ouvi isso, eu me sentei e chorei...” (Neemias 1:4), Durante alguns dias Neemias ficou chorando e sem comer nada.
A jovem da qual eu mencionei, hoje tem no rosto um lindo sorriso. Ela trocou o seu lamento em dança (Salmos 30:11) e me alegro de poder te-la junto conosco em nosso grupo, é uma filha espiritual para mim e uma amiga que tem nos ajudado muito em nosso ministério.
Estou feliz, pois Deus tem me abençoado! E me lembro de Neemias que após ter feito toda aquela reforma em seu povo, se voltou para Deus e disse: “Lembra-te de tudo isso, ó meu Deus, e me abençoa!”  (Neemias 13:31).
O que você pode fazer para que o mesmo aconteça em sua vida? Existem muitas vidas precisando ser transformadas, ser renovadas, ser libertas, ser curadas. Deixe que o Espírito do Senhor encha seu coração de amor pelas almas. Assim você estará sendo o tipo de pessoa, de servo, de líder que Ele espera que você seja.
Aprenda a fazer do lugar onde você estar um lugar de culto a Deus. Não importa se é na escola, no trabalho, no ônibus. O lugar onde você está agora, nesse momento, transforme ele num altar ao Senhor.

Ore agora: Senhor, ajuda-me a fazer de todo lugar, um lugar de culto ao Teu nome.

domingo, 29 de maio de 2011

“Amar É Jamais Ter Que Pedir Perdão”



         Quem já assistiu ao filme “Love Story” deve se lembrar de uma cena em que Oliver (Ryan O’Neal) após discutir com sua esposa Jennifer (Ali MacGraw) sai a procurá-la pela cidade. Ao voltar para casa sem esperança e triste, ele a encontra sentada e chorando na escada do lado de fora de sua casa. Oliver arrependido pelo que fez, pede perdão a ela. É quando ela responde com a celebre frase: “Amar é jamais ter de pedir perdão”.

Para muitos cristãos essa frase pode não parecer muito apropriada, uma vez que Jesus ensina que devemos perdoar sempre: “Respondeu-lhe Jesus: Não te digo que até sete; mas até setenta vezes sete” (Mateus 18:22).

No filme Jennifer não é cristã, mas a idéia que ela tem de amor, supera em muito aquilo que muitos cristãos chamam de amor.

No entendimento dela, amar significava que o relacionamento entre um e outro seria de tal maneira que nada que um fizesse seria para ofender ou magoar o outro. Seria uma relação de parceria, de entendimento e de verdades. Tudo deveria ser feito de forma que nem um ou outro saísse ferido, machucado.

Para Jennifer não havia a possibilidade de quem ama ferir de alguma forma o outro. Ela acreditava que aquele que ama faz o possível para que tudo corra bem. Como diz um ditado que já ouvi por aí: “Quem ama cuida”.

O fato de Jesus ter ensinado sobre o perdão nos mostra que embora a idéia de Jennifer ser bem intencionada, o homem tem tendências egoístas. Por isso Deus deu a Moisés a lei que nos ensina a fazer aos outros aquilo que queremos que seja feito a nós (Mateus 7:12).
Assim, perdão passa a ser a chave que abre de novo a oportunidade do relacionamento voltar a ser como antes. “Porque, se perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai celestial vos perdoará a vós; se, porém, não perdoardes aos homens, tampouco vosso Pai perdoará vossas ofensas” (Mateus 6:14,15).

Se olharmos por esse ponto de vista, vamos entender o que Jennifer queria dizer: “Vamos viver de forma de não precisemos pedir desculpas”. Isso fará que nossa vida tenha um novo referencial. Um novo propósito. Começaremos a ver o outro como uma extensão de nós mesmos. Estaremos mostrando que aquilo que eu faço é o que desejo receber em troca.

Nossa vida cristã estará mais em sintonia com a Palavra de Deus. “Façam coisas que mostrem que vocês se arrependeram dos seus pecados” (Mateus 3:8). Mas ao fazer de sua vida um instrumento de benção na vida do outro, não se vanglorie por isso: “Mas você, quando ajudar algum necessitado, faça isso de tal forma que nem mesmo o seu amigo mais íntimo saiba o que você fez. Isso deve ficar em segredo; e o seu Pai, que vê o que você faz em segredo, lhe dará a recompensa” (Mateus 6:3,4).

Se você não sabia que o perdão pode abrir para você uma nova oportunidade, fique sabendo então. Se essa palavrinha de cinco letras está na Bíblia não é por acaso ou para enfeitar. É para ser vivenciada, e você passar a ter um relacionamento mais sadio, mais honesto e sincero com outras pessoas que fazem parte do seu círculo de convivência, e também com Deus.

Mas se mesmo assim algo mal acontecer, saiba que perdoar é curar. Perdoar ajuda a fechar cicatrizes que foram abertas. Perdoar ajuda a restaurar a paz que foi perdida. Perdoar ajuda a esquecer as mágoas não esquecidas. Perdoar traz vida. Restaura a alegria. Faz viver em comunhão.

Amar é também aprender pedir perdão.

Ore agora: “Senhor, tira-me o poder de ferir, dá-me o poder de curar”.

Lado a Lado Com o Perigo

“Sonhos! Quem nunca teve um sonho pra sonhar?” Diz a letra da música do cantor e poeta Sérgio Lopes.
Mas cuidado! Você não conhece aquele que está ao seu lado. Seus sonhos são seus, são para você. São sonhos que o Senhor encheu o seu coração, e você é quem Ele quer que os realize. Então tenha cuidado com quem você irá compartilhar esse sonho. Nem todos têm uma visão espiritual de um fato. O mais comum é que você seja incompreendido. E isso certamente irá prejudicar o seu sonho. Pois a visão física cega a visão espiritual.
Sendo assim cuidado ao compartilhar seus sonhos, seus projetos, aquilo que o Senhor lhe tem dado. Pois isso é para você. Como foi para Abraão o seu teste de sacrifício de seu próprio filho. Levantando-se de madrugada ele arrumou tudo de que precisava e saiu (Gênesis 22:3). Não comentou nada com Sara sua esposa. Ele a conhecia bem, e sabia que certamente ela iria criar problemas. 
Se você tem um sonho, e sabe que esse sonho vem de Deus, com a história de Abraão aprendemos que a fé é algo estritamente pessoal. Deus falou exclusivamente com ele; portanto, ele e somente ele teria a obrigação de obedecer. Se Deus quisesse que Sara compartilhasse daquele holocausto, certamente teria falado com ela também. Ninguém sabia o que Abraão estava para fazer! Nem Sara, nem os servos, muito menos seu filho Isaque.
Ter uma visão espiritual é conseqüência de uma vida com Deus. Uma visão física é conseqüência do contrario. Portanto tenha cuidado ao mencionar seus sonhos.
O profeta Miquéias nos adverte: “Não confie nos vizinhos; nem acredite nos amigos. Até com aquela que o abraça tenha cada um cuidado com o que diz” (Miquéias 7:5).
Falar bem, cantar bem, ir sempre a igreja, não significa que uma pessoa é homem ou mulher de Deus. Para isso é preciso algo mais. Como já disse acima, é conseqüência de uma vida com Deus e de obediência a Ele.
Nos dias de Abraão, não tinha ninguém que pudesse lhe dar uma palavra de consolo; não havia pregadores da palavra de Deus pelo rádio ou TV. Não havia literatura para estimular sua fé. Em compensação não havia nenhum “crente cascudo” que neutralizasse a sua crença pessoal. Ou ele cria ou não cria! Dependia somente dele.
“Tudo o que Abraão tinha para sustentar a sua fé naqueles dias era a visão das estrelas, mostradas pelo Senhor. Certamente que cada uma delas fazia ecoar a voz de Deus no coração dele, dizendo: “Não temas, Abraão, Eu sou contigo!””
Algumas vezes parecerá que você está sozinho. Que ninguém compreende aquilo que você está dizendo; que todos olham para você com ar de dúvida, como se você fosse um louco, um maníaco, um neurótico.  Mas no passado alguns passaram por isso: Jó, José, Paulo e o próprio Senhor Jesus. Não somos melhores que eles, então é de se esperar que passemos as mesmas coisas quando temos um sonho.
Se aquele que é nosso exemplo foi rejeitado, caluniado, perseguido, maltratado e morto por ter em mente uma “Ambição Secreta”, como na música de Michael W. Smith, de salvar o mundo; o que eu posso esperar então?
Busque pessoas que com visão espiritual, consigam enxergar a grandeza de seu sonho e junto contigo somar forças para que o sonho se materialize.

Ore agora: Senhor, ajuda-me a ser amigo daqueles que são os seus amigos.

Quais Têm Sido Os Valores De Sua Vida?


“Porque n’Ele foram criadas todas as coisas nos céus e na terra, as visíveis e as invisíveis, sejam tronos, sejam dominações, sejam principados, sejam potestades; tudo foi criado por Ele e para Ele”.

Desde que eu me converti, venho pensando em como mostrar para Deus a minha alegria por Ele me fazer pertencer a Sua família, e ter me aceitado mesmo da maneira como eu sou.
Afinal de contas, eu não canto maravilhosamente, não sou poeta que tem a capacidade de escrever e utilizar das palavras como se elas fossem brinquedos em suas mãos para criar lindos poemas. Não danço. Falar é um desafio, embora me esforce e peço a Ele para me ajudar a ser o mais claro possível para o entendimento.

Então descobri algo tremendo.

Essa expressão interessante - “coisas que foram criadas... , que vem de uma palavra grega, POIHMA, e que dá origem a uma palavra usada por nós, POEMA.

Mas, se não sou poeta, como escrever um poema?

Foi numa viagem a cidade de Santa Rita de Ibitipoca, Minas Gerais, uma viagem missionária no ano de 2009 que Deus me faria entender mais claramente a resposta a pergunta: “Que posso eu oferecer ao Senhor?” Na parede da Escola onde se realizaram todos os trabalhos missionários estava escrito: “A arte da vida consiste em fazer da sua vida uma obra de arte”.

Legal! Começa a fazer sentido. A vida é uma arte. Agora eu tenho que fazer da minha vida uma obra de arte.

Nos dias 06 e 07 de novembro de 2009, eu e minha família estávamos participando de um culto onde o tema era missões, duas igrejas diferentes, dois pregadores diferentes, um homem, uma mulher. Que durante a exposição da Palavra fizeram as seguintes perguntas: “Que tipo de letra estão fazendo com a música da sua vida?”, “Que livro estão escrevendo com a história de sua vida?”, respectivamente.

Taí! Fechou!

Para eu fazer de minha vida uma obra de arte é preciso que a minha vida tenha um referencial para que outros possam abonar minhas atitudes.

Entendi que para responder essas perguntas com franqueza, devemos primeiro responder outra pergunta: Quais Têm Sido Os Valores Da Sua Vida?

É importante conhecermos isso. Pois existem coisas que nem ao menos temos conhecimento até que alguém nos fale sobre isso.

Quais tem sido as coisas com que eu tenho me envolvido? Que coisas tem sido prioridade, aquilo que vem primeiro, antes de outras realizações. O que tem sido valioso para mim? Pare um pouquinho e pense nessas perguntas.

Aprendi que  Deus continuamente testa as pessoas quanto ao caráter, a fé, a obediência, o amor, a honestidade e a lealdade.

Você está sempre sendo testado. Deus constantemente observa sua reação às pessoas, aos problemas, ao sucesso, aos conflitos, as enfermidades, as decepções e até mesmo em relação ao clima! Até suas simples ações, como quando você abre uma porta para alguém, pega o lixo que foi largado no chão ou quando é educado com um balconista ou uma garçonete.

Você será testado por grandes mudanças, promessas retardadas, problemas impossíveis, orações não respondidas, críticas imerecidas e até mesmo tragédias sem sentido.

E qual será sua nota nestas questões?

Os pais sempre gostam de cobrar a nota máxima dos filhos na escola. Mas e você. Que nota tem tirado na escola da vida? Nossa vida pode acabar num instante!

Aprendi perceber que a vida é uma atribuição temporária e isso pode  alterar completamente os nossos valores.

Nós cristãos devemos viver por um padrão mais elevado. Pois ao fim de nossa vida sobre a terra, seremos avaliados e recompensados conforme nosso desempenho ao lidar com o que Deus nos confiou.

A maioria das pessoas não consegue perceber que o dinheiro é tanto um teste quanto uma incumbência de confiança dada por Deus. Deus usa a área financeira para nos ensinar a confiar n’Ele. Deus observa a forma em que usamos o dinheiro para testar quão confiáveis somos – “Se vocês forem indignos de confiança em relação às riquezas deste mundo, quem lhes confiará as verdadeiras riquezas celestiais” – Lucas 16.11.

Deus diz que há um relacionamento direto entre a forma de eu utilizar meu dinheiro e a qualidade de minha vida espiritual.

Tragicamente, muitas pessoas terão de suportar a eternidade sem Deus, pois escolheram viver sem Ele aqui na terra.

Quando percebemos que na vida há mais do que o aqui e agora, que é uma preparação para a eternidade, começaremos a viver de forma diferente. Isso nos dá uma nova perspectiva de como lidar com cada relacionamento, tarefa ou circunstância.

Quanto mais próximos de Deus você viver, menor parecerá todo o restante.

Quando você vive a luz da eternidade, seus valores mudam. As coisas terrenas passam a ser simplesmente coisas.

“Antigamente eu pensava que todas essas coisas eram importantes, mas agora eu as considero sem valor por causa do que Cristo fez” – Filipenses 3.7 – NLT.

Aprendi todas essas coisas. E continuo aprendendo a medida que vou me interessando mais em conhecer a Palavra de Deus.

Quero fazer da minha vida uma obra de arte, para que meu Criador e Senhor possa contemplar e gostar do que ver. Para me encontrar aprovado no exame final.

Espero que este texto lhe tenha sido útil. Que lhe inspire a buscar também viver uma que se torne uma obra de arte. Para ser contemplada não só hoje, mas por gerações que poderão dizer: Este realmente era um homem de Deus.


Colossenses 1.16.