Páginas

sexta-feira, 25 de maio de 2018

A Conversão – Soteriologia – Parte 5 – E.T.

Uma vida regenerada só existe, pois houve antes a conversão.

Existe somente a agencia divina na conversão, ou existe também a participação do homem?

Na regeneração, Deus é o único agente.

A regeneração é o aspecto bíblico da salvação que ressalta o novo nascimento ou a nova criação do ser humano caído. Por meio do Espírito Santo.

Um texto bíblico que apresenta a salvação como regeneração é a conversa de Jesus com Nicodemos, na qual Jesus frisou a necessidade de: “nascer de novo” (João 3.1-21 - Bíblia King James).

A conversão pertence ao lado humano da obra da graça e envolve a ação do homem. Entretanto, mesmo o lado humano não é destituído da ação divina. Deus opera sobre o homem e dentro do homem, de modo a estimular sua atividade.


A ação humana na conversão está tão penetrada na ação de Deus, que não se pode traçar uma linha divisória exata entre o elemento humano e o divino.

“Sendo assim, meus amados, como sempre obedecestes, não somente na minha presença, porém muito mais agora na minha ausência, colocai em prática a vossa salvação com reverência e temor a Deus, pois é Deus quem produz em vós tanto o querer como o realizar, de acordo com sua boa vontade.” (Filipenses 2.12,13 – Bíblia King James).

Devemos lembrar, no entanto, que isso não destrói a liberdade do homem, mas realmente o torna verdadeiramente livre. Pois a obra de Deus no homem, em vez de interferir na sua liberdade, retira a pressão da depravação moral no homem, a qual impede sua livre aproximação de Deus.

Como sempre há aqueles que querem de alguma forma complicar as coisas. Pode alguém estar se perguntando: “Ok! Tudo bem. O homem é um agente livre (certo); mas quanto da ação de Deus está envolvido na atividade do homem?”.


Em toda a parte nas Escrituras ordena-se ao homem fazer aquilo, para cuja realização se requer a graça divina.

Jesus ordenou ao homem da mão definhada que a estendesse. Ordenou ao paralítico que se levantasse. Ao homem que se achava enfermo, havia quase quarenta anos, Jesus ordenou que ele tomasse a sua cama e andasse.

Assim também Ele ordena ao homem que creia; entretanto, a fé é chamada “O dom de Deus’.

A ovelha perdida foi carregada para o redil como se tivesse que fazer tudo. Ao passo que Deus volta os homens para si mesmo, aos homens se ordena que eles mesmos voltem.

“Por isso é que foi dito: “Desperta, ó tu que dormes, levanta-te dentre os mortos e Cristo resplandecerá sobre a tua pessoa”. Caminhando em sabedoria.” (Efésios 5.14 – Bíblia King James).

Lembre: O Deus imanente se esconde nas origens de nossas ações e nas fontes de nosso ser, abaixo do ponto em que começa a nossa consciência.

Confissão de Fé - Parte 29

Sei que o assunto deve parecer chato para alguns e até mesmo fora de moda. Mas é uma forma de manter a pureza da doutrina cristã.

O apóstolo Pedro nos diz para explicar a quem nos perguntar qual a razão da nossa esperança (1 Pedro 3. 15). A nossa confissão dá testemunho de nossa fé. E serve como defesa aos ataques de heresias das quais muitas igrejas tem se deixado dominar, devido a sua vulnerabilidade, por não possuir uma confissão de fé.

Este quadro é para auxiliar tanto a cristãos como os incrédulos a entende aquilo em que cremos. E útil também para corrigir pastores e mestres, caso eles estejam se desviando da fé.

Ajuda ainda a sinalizar aos cristãos a analisarem o que está sendo ensinado nas igrejas, como faziam os bereanos: “Os bereanos eram mais nobres do que os tessalonicenses, pois receberam a mensagem com grande interesse, examinando todos os dias as Escrituras, para ver se tudo era assim mesmo.” – (Atos 17. 11 - NVI).

Portanto é útil como meio de estudo, testemunho da fé, meio de manter a pureza da doutrina e defesa contra os ataques de heresias e outras religiões.


Breve Catecismo de Westminster

PERGUNTA 57: Qual é o quarto mandamento?

RESPOSTA: O quarto mandamento é: "Lembra-te de santificar o dia do Sábado. Trabalharás seis dias, e farás nele tudo o que tens para fazer. O sétimo dia, porém, é o Sábado do Senhor teu Deus. Não farás nesse dia, obra alguma, nem tu, nem teu filho, nem tua filha, nem o teu servo, nem a tua serva, nem o teu animal, nem o peregrino que vive das tuas portas para dentro. Porque o Senhor fez em seis dias o céu, a terra e o mar, e tudo o que neles há, e descansou no sétimo dia. Por isso o Senhor abençoou o dia sétimo e o santificou".


Referências: Ex 20. 8.11.
       
    PERGUNTA 58: Que exige o quarto mandamento?

      RESPOSTA: O quarto mandamento exige que consagremos a Deus os tempos determinados em sua Palavra, particularmente um dia inteiro em cada sete, para ser um dia de santo descanso a Ele dedicado.

Referências: Lv 19.30; Dt 5.12.