Páginas

terça-feira, 25 de outubro de 2016

O Redentor - Soteriologia - E.T. - Parte 2

Como prometi no mês passado, hoje estaremos falando sobre o que está envolvido na encarnação de Jesus Cristo.

Antes, porém precisamos nos ater a um fato importantíssimo. É a questão da preexistência de Cristo. Pois ela está envolvida em sua encarnação.

Vejamos o que nos diz as Escrituras sobre este fato: “No princípio era aquele que é a Palavra. Ele estava com Deus, e era Deus” (João 1.1); “Eu lhes estou dizendo o que vi na presença do Pai, e vocês fazem o que ouviram do pai de vocês" (João 8.38); “Disse-lhes Jesus: "Se Deus fosse o Pai de vocês, vocês me amariam, pois eu vim de Deus e agora estou aqui. Eu não vim por mim mesmo, mas ele me enviou”” (João 8.42); “Respondeu Jesus: "Eu lhes afirmo que antes de Abraão nascer, Eu Sou!”" (João 8.58); “E agora, Pai, glorifica-me junto a ti, com a glória que eu tinha contigo antes que o mundo existisse” (João 17.5); “que, embora sendo Deus, não considerou que o ser igual a Deus era algo a que devia apegar-se” (Filipenses 2.6).

Qual é a importância de falar sobre isso?


A importância está em que nosso assunto baseia-se nos textos já apresentados e na pergunta de número 27 do Breve Catecismo de Westminster: “Em que consistiu a humilhação de Cristo?”.

A resposta a esta pergunta é: “A humilhação de Cristo consistiu em Ele nascer, e isso em condição baixa, feito sujeito à lei; em sofrer as misérias desta vida, a ira de Deus e amaldiçoada morte na cruz; em ser sepultado, e permanecer debaixo do poder da morte durante certo tempo.”.

Existia um ensinamento herético primitivo que ensinava sobre a identidade de Jesus Cristo. Estes ensinos se baseavam no pensamento de Ário, que tinha como principal característica afirmar que em virtude de Deus ser um, Jesus não podia ser verdadeiramente Deus. Esse ensinamento se tornou conhecido como arianismo. Ário e seus seguidores, para lidar com os testemunhos das Escrituras, propuseram que Jesus era o mais elevado dos seres criados por Deus. Este ensino foi condenado como herético, em 325 d.C., no Primeiro Concílio Ecumênico de Nicéia.

Se cristo fosse o mais elevado ser criado, ou apenas o mais elevado produto da evolução, sua preexistência desapareceria.

Os arianos criam na existência de Cristo, porém não na sua divindade. Para eles Cristo era um ser inferior a Deus e superior ao homem.

Um aspecto da encarnação é que ela envolve a humilhação de Cristo: “que, embora sendo Deus, não considerou que o ser igual a Deus era algo a que devia apegar-se” (Filipenses 2.6).

Outro aspecto é a fé da Igreja sobre o nascimento virginal. Este é o mais antigo credo romano, datado de 100-150 d.C. Ele é chamado de Credo dos Apóstolos, e diz o seguinte: “Concebido por obra do Espírito Santo, nasceu da Virgem Maria”. Por mais de 1.500 anos esta foi a tradição da Igreja.

Houve negações a esta crença mas, deixarei esta parte para o próximo mês, quando mostremos as bases da negação e as provas do nascimento virginal. Por agora atemo-nos apenas aos aspectos da encarnação.


Vimos até agora que o aspecto da encarnação envolve: 1) Cristo é o Messias que havia de vir; 2) Sua preexistência; 3) Sua humilhação; 4) Seu nascimento virginal.

Agora veremos que Sua encarnação envolve também o aspecto de Sua exaltação. Que é a pergunta 28 do catecismo: “Em que consiste a exaltação de Cristo?” – A resposta é: “A exaltação de Cristo consiste em Ele ressurgir dos mortos no terceiro dia; em subir ao Céu e estar sentado à mão direita de Deus Pai, e em vir para julgar o mundo no último dia.”.

Este ensinamento nos apresenta os seguintes pontos: Sua ressurreição; Sua ascensão; Sua permanência à mão direita de Deus; e Sua vinda para julgar o mundo no último dia.

Por último, a encarnação tem relação com a morte expiatória de Cristo. Cabe aqui uma pergunta: “Teria havido encarnação se não houvesse pecado”?

Esta questão pode ser resolvida observando as Escrituras, fonte de nosso conhecimento sobre o assunto: “Pois o Filho do homem veio buscar e salvar o que estava perdido" (Lucas 19.10). Este é o objetivo e o propósito do seu advento.  

Outros textos que confirmam este proposto: “Mas, quando chegou a plenitude do tempo, Deus enviou seu Filho, nascido de mulher, nascido debaixo da lei, a fim de redimir os que estavam sob a lei, para que recebêssemos a adoção de filhos” (Gálatas 4.4,5); “Esta afirmação é fiel e digna de toda aceitação: Cristo Jesus veio ao mundo para salvar os pecadores, dos quais eu sou o pior” (1 Timóteo 1.15).

Estes são os aspectos envolvidos na encarnação de Jesus Cristo. Sempre houve e sempre haverá aqueles que negam esses aspectos. Como foi o caso de Ário. Ainda hoje, existem aqueles que pensam da mesma forma que ele.

Espero que tenha ajudado você um pouco mais em seu conhecimento da Teologia

Até o próximo encontro.


Leia também:


                     DÊ UMA BÍBLIA A QUEM VOCÊ AMA!



Confissões de Fé – Parte 10

Sei que o assunto deve parecer chato para alguns e até mesmo fora de moda. Mas é uma forma de manter a pureza da doutrina cristã.

O apóstolo Pedro nos diz para explicar a quem nos perguntar qual a razão da nossa esperança (1 Pedro 3. 15). A nossa confissão dá testemunho de nossa fé. E serve como defesa aos ataques de heresias das quais muitas igrejas tem se deixado dominar, devido a sua vulnerabilidade, por não possuir uma confissão de fé.

Este quadro é para auxiliar tanto a cristãos como os incrédulos a entende aquilo em que cremos. E útil também para corrigir pastores e mestres, caso eles estejam se desviando da fé.

Ajuda ainda a sinalizar aos cristãos a analisarem o que está sendo ensinado nas igrejas, como faziam os bereanos: “Os bereanos eram mais nobres do que os tessalonicenses, pois receberam a mensagem com grande interesse, examinando todos os dias as Escrituras, para ver se tudo era assim mesmo.” – (Atos 17. 11 - NVI).

Portanto é útil como meio de estudo, testemunho da fé, meio de manter a pureza da doutrina e defesa contra os ataques de heresias e outras religiões.


Breve Catecismo de Westminster

PERGUNTA 19: Qual é a miséria do estado em que o homem caiu?

RESPOSTA: Todo o gênero humano pela sua queda perdeu comunhão com Deus, está debaixo da sua ira e maldição, e assim sujeito a todas as misérias nesta vida, à morte e às penas do Inferno para sempre.


Referências: Gn 3.8, 24; Ef 2.3; Rm 6.23; Mt 25.41-46.

PERGUNTA 20: Deixou Deus todo o gênero humano perecer no estado de pecado e miséria?

RESPOSTA: Tendo Deus, unicamente pela sua boa vontade desde toda a eternidade, escolhido alguns para a vida eterna, entrou com eles em um pacto de graça, para os livrar do estado de pecado e miséria, e trazer a um estado de salvação por meio de um Redentor.

Referências: Ef 1.4; Tt 1.2; 3.4-7; Jo 17.6.

sábado, 22 de outubro de 2016

OUTUBRO ROSA - Câncer de Mama

Em outubro de 2011 eu postei um texto com o título: A AUTO-EXPLORAÇÃO DAS MAMAS. Onde eu mostrava a importância desse método simples para se descobrir a tempo eventuais anomalias, e como a regularidade é importante.

Hoje quero fazer um breve resumo do que é o Câncer de Mama e alguns alimentos que ajudam a prevenir essa doença. Então vamos lá:


Câncer de mama é o Câncer que se desenvolve nas células da mama. É um caroço encontrado no seio. É uma doença muito comum. No Brasil estimasse mais de 2 milhões de casos por ano. Pode ocorrer em mulheres e mais raramente em homens.

É tratável por médico, e sempre requer um diagnóstico acompanhado de exames laboratoriais ou de imagem.

Seus sintomas são nódulos nos seios, secreção de sangue pelos mamilos e alterações no formato ou textura do mamilo ou do seio.

O tratamento depende do estágio do câncer. Ele pode consistir em quimioterapia, radioterapia e cirurgia.

É uma doença grave, portanto, consulte um médico para receber orientação.


Passo agora a divulgar uma lista de alimentos que são poderosos inimigos da doença.

Maçã – A maçã previne o câncer de mama, e, dentre os muitos benefícios oferecidos pela fruta, destaca-se a ajuda na digestão, moderação do apetite, retardamento do processo de envelhecimento, filtragem do sangue e prevenção do derrame. Por meio de suas fibras, a maçã também reduz o colesterol, contribuindo na prevenção do câncer digestivo.

Feijão, ervilha e lentilha – Os diferentes tipos de grãos, como feijão, ervilha e a lentilha, inibem a invasão das células cancerígenas em tecidos adjacentes. Esses grãos são fontes de fibras, portanto, colaboram para o controle da gordura e da glicemia no sangue, previnem doenças digestivas e também cardiovasculares. O feijão e as ervilhas têm alto valor nutricional, contendo, ainda, ferro, cálcio, vitaminas, sais minerais, proteínas e baixo teor de gordura.

Azeite de oliva – Originado dos países mediterrâneos, este ingrediente conta com propriedades que possuem a capacidade de danificar o gene cancerígeno que aparece em 25 a 30% dos casos de câncer de mama. Além disso, o azeite de oliva é uma opção mais saudável para o óleo de cozinha convencional, podendo ser usado no preparo de diversos pratos.


Cereais – As fibras previnem o câncer de mama e ajudam a regular as funções do intestino, baixar o colesterol ruim e controlar o açúcar do sangue. Existem dois tipos de fibras: as insolúveis e as solúveis. As últimas são encontradas principalmente no farelo de trigo, auxiliando, principalmente, no funcionamento do sistema digestivo, deixando o intestino regulado e promovendo a prevenção do câncer de cólon. A aveia é uma fibra solúvel e ajuda a diminuir o colesterol do sangue, prevenindo, também, doenças do coração.

Leite – O leite e seus derivados são aliados da prevenção do câncer e possuem diversas proteínas, que auxiliam na construção dos tecidos e na preservação dos músculos, cabelos e unhas. Oferecem as vitaminas A, B e D, que protegem os olhos, fornecem energia às células do corpo e melhoram a concentração, além de combater a anemia e fortalecer os ossos. Seus minerais favorecem o processo de cicatrização e ainda fortalecem o sistema imunológico.

Frutas vermelhas – Morangos, cereja, ameixas, amoras e outras frutas vermelhas têm propriedades anticancerígenas que diminuem os riscos do aparecimento de tumores e neutralizam, diminuem e ainda reparam as consequências da ação oxidativa resultante do estresse e de inflamações.

Broto de alfafa – Os pequenos brotos dificultam o aparecimento de tumores e ainda aumentam a imunidade do corpo. A alfafa possui propriedades eficazes no tratamento contra a ausência de ferro, melhora a circulação sanguínea, tem alta concentração de minerais e, rico em fibras, é um alimento pouco calórico que ajuda na função intestinal.


Bacalhau – Auxilia as mulheres na prevenção da doença e contém ômega-3, importante propriedade para diminuir o LDL (o colesterol ruim), e triglicerídeos, responsáveis por aumentar o HDL (o colesterol bom), além de ser importante na prevenção e controle de doenças cardiovasculares, aterosclerose, hipertensão e desordens inflamatórias e autoimunes. O bacalhau inibe outros tipos de câncer, e também tem ômega-6, ácido graxo essencial para o sistema imunológico. Contém várias vitaminas, entre elas, as vitaminas A1, B2 e C, além de minerais como potássio, magnésio, fósforo e cálcio.

Alho – O ingrediente tem ação anticancerígena e combate as infecções causadas por vírus e bactérias, além de retardar o envelhecimento das células e fortalecer o coração e o sistema respiratório. O alho não só reduz o risco de câncer de mama, mas também diminui a probabilidade do câncer de estômago, pâncreas e esôfago.

Cúrcuma ou Açafrão-da-Terra – A especiaria açafrão-da-terra é um pó amarelo intenso extraído das raízes da cúrcuma longa, uma planta da família do gengibre. Comum na culinária tradicional indiana, o condimento inibe a proliferação de células cancerígenas do tumor pelo organismo.

O mês de outubro se transformou em sinônimo de prevenção e combate ao câncer de mama, desde o no de 1990. Várias são as campanhas de conscientização e iluminação especial em monumentos do mundo inteiro. E serve também para que as mulheres prestem mais atenção em seus hábitos alimentares.

Espero que este poste ajude você encarar a vida com tranquilidade e apostar no bem-estar. Como já tenho mostrado algum tempo, a cozinha é uma grande aliada na prevenção desta e de outras doenças.

Leia também:



Dica de Leitura: Saúde Total.



Atenção: Para adquirir quaisquer dos produtos citados, basta clicar nas palavras destacadas e você será direcionado direto para a loja. 

DÊ UMA BÍBLIA A QUEM VOCÊ AMA!


Bíblia Sagrada Ella
de Estudo Conciso
Capa Luxo Duotone 
Rosa

Descrição:
Sua mulher é um presente de Deus! Ele colocou, em cada mulher, características especiais de Seu caráter. Ele a fez inteira e com um incrível dom de completar, de amar, de cuidar, de educar, de dar sustento, de encorajar e com uma força capaz de superar obstáculos intransponíveis.

Sua mulher é um presente de Deus! Ele colocou, em cada mulher, características especiais de Seu caráter. Ele a fez inteira e com um incrível dom de completar, de amar, de cuidar, de educar, de dar sustento, de encorajar e com uma força capaz de superar obstáculos intransponíveis.

PARA COMPRAR: CLIQUE AQUI!


sexta-feira, 14 de outubro de 2016

Reflexão Sobre O Discípulado

Qual é o objetivo de Deus para seus filhos? Que se tornem ricos e prósperos? Se essa for a resposta, então teremos um grande problema na interpretação da Bíblia. Pois não são muitos os apóstolos que enriqueceram. E nem mesmo o Senhor Jesus foi rico enquanto esteve nesta terra.

O que eu encontro ao ler a Bíblia não é Jesus prometendo conforto para os seus discípulos e sim a mudança de caráter. É neste sentido que o apóstolo Paulo escreveu aos crentes de Éfeso: “Busquem uma vida completamente nova de viver, uma vida moldada por Deus, uma vida renovada no interior, e que se demonstre na conduta de vocês, a medida que Deus reproduz detalhadamente o caráter Dele em vocês” (Efésios 4.20 – Msg).

Ser cristão não é participar de cultos para sentir uma sensação qualquer e dizer que está cheio de poder. Ser cristão é ter atitude do bem em relação ao outro.


Tornar-se semelhante a Cristo, ou, tornar-se seu discípulo, não é perder a sua personalidade. Também não é tornar-se um clone imitador. Deus o criou para ser semelhante a Ele em caráter. O Evangelho trata da transformação do caráter, não da personalidade.

Deus não dá receita na Sua Palavra de como prosperar, mas de como desenvolver o seu caráter, há uma série de passagens para nos ensinar. Basta olharmos para as Bem-Aventuranças (Mateus 5.1-12); o fruto do Espírito (Gálatas 5.22-25); o capitulo em que Paulo dedica sobre o amor (1 Coríntios 13) e a lista que Pedro faz, para nos ensinar como ter uma vida produtiva e eficiente (2 Pedro 1.5-8).

Encontramos muitos crentes frustrados pela situação que os cerca. E porque isso acontece? Porque esqueceram que um dos propósitos de Deus para sua vida é a transformação do seu caráter. E por isso começam logo a questionar: “Por que isso está acontecendo comigo?”. 

Deixe de meninice e entenda de uma vez por todas que a vida deve ser difícil. É isso que nos possibilita crescer. Aqui não é o céu!

Reflexão Sobre O Propósito de Deus Para A Vida

O que tem dirigido a sua vida?

Muitas pessoas dizem ser livres, mas até que ponto elas o são de verdade? Se você permite que as expectativas de outros controlem a sua vida, você ainda não é de fato livre.

Muitos estão vivendo nas expectativas que seus pais, esposas, filhos, professores e amigos projetaram para eles. Estas pessoas estão vivendo dirigidos pela necessidade de aprovação. Se suas vidas não corresponderem aquilo que terceiros projetaram, se sentem reprovados, inúteis.

Alguém uma vez disse que aqueles que seguem a multidão acabam perdidos nela. Quer fracassar em sua vida? Tente agradar a todos. Pois se você quer agradar a todos, certamente estará deixando de lado os propósitos de Deus para sua vida. Porque “Ninguém pode servir a dois senhores” (Mateus 6.24).


Querer seguir a multidão, ou qualquer influência que seja, só trará um potencial não aproveitado, estresse desnecessário, e uma vida não realizada.

Querer fazer além do que Deus propôs para você é tolice, e querer fazer o que não é o seu propósito é pior ainda. Pense um pouco sobre você: você já se sentiu cansado no seu ministério? É claro que todo trabalho cansa, mas quando você está fazendo além daquilo que Deus espera de você, seu cansaço não lhe trás satisfação.

Por isso é importante saber o que Deus espera de você. Saber qual é o propósito Dele para sua vida. E se você não o conhece não há nada que possa compensar esse prejuízo. Não importa seu sucesso, sua riqueza, sua fama ou seus prazeres. Se você não tem um propósito, sua vida se torna sem sentido. Suas atividades se tornam sem direção. Sua vida se torna mesquinha e inútil. 

Portanto invista seu tempo, conhecimento, atividade, dinheiro naquilo que de fato lhe trará proteção. Invista naquilo que nunca poderão tomar de você, seu relacionamento com Deus.

sexta-feira, 7 de outubro de 2016

Reflexão Sobre A Soberania de Deus

Pare e pense: diz-nos a Bíblia que o homem foi feito à imagem de Deus. Isso significa que o homem é um tipo de miniatura de Deus. Mas o que o homem é e tem está em uma escala limitada. Mas Deus é e tem em uma escala absoluta e infinita - Exceto o pecado, que é algo que o homem adquiriu depois de ter sido criado por Deus.

Nossa inteligência é um dos nossos atributos. Então Deus deve ser infinitamente inteligente e sábio.


Então vem a questão:

Temos visto que uma das expressões da sabedoria do homem é que ele, em tudo que faz, tem um plano e o segue. Por que com Deus seria diferente?

A conclusão lógica que chegamos é que Deus, sendo infinitamente inteligente e sábio, deve ter tido um plano perfeito e compreensivo para toda criação. É este plano a que se dá o nome de Decretos de Deus. E, por conseguinte, a sabedoria de Deus provê os decretos de Deus. 

“Teus, ó Senhor, são a grandeza, o poder, a glória, a majestade e o esplendor, pois tudo o que há nos céus e na terra é teu. Teu, ó Senhor, é o reino; tu estás acima de tudo. A riqueza e a honra vêm de ti; tu dominas sobre todas as coisas. Nas tuas mãos estão a força e o poder para exaltar e dar força a todos.” (1 Crônicas 29.11,12).

Leia também:

Indicação para leituras de livros:

É Deus Menos Sábio Que Napoleão?

Este texto se destina a uma pequena reflexão sobre a Soberania de Deus. Que diante Dele tinha uma infinita variedade de planos possíveis para escolher; e que finalmente escolheria o melhor plano divisado pela infinita sabedoria, consumado pelo infinito poder, e, que seria a suprema satisfação para Seu infinito amor.

Se Deus governa o universo, Ele deve também, como um ser inteligente, governá-lo com um plano; e este, deve ser perfeito em extensão, alcance e detalhes. Se Ele tem um plano agora, deve ter tido o mesmo plano imutável desde o princípio. E por essa razão ele deve ser incompreensível e não pode ser condicionado por algo exterior a Deus, pois já estava acabado antes que existisse qualquer coisa exterior a Ele.

Um universo sem decreto seria tão irracional e espantoso como um trem viajando na escuridão da noite, sem farol e sem maquinista, e sem nenhuma certeza que a qualquer momento poderia se precipitar no abismo.


Pense agora, nosso maior e mais importante empreendimento teve um plano feito por nós, pois de outro modo, nossa obra terminaria em fracasso.

Do mesmo modo, se alguém resolvesse construir um navio, ou governar uma nação sem um plano, seria considerado mentalmente perturbado.

A história nos conta que Napoleão antes de começar a invasão a Rússia, tinha feito um plano bem elaborado e detalhado. Nesse plano ele mostrava que linha de marcha cada divisão de seu exército devia seguir, onde devia estar em determinado tempo, que equipamento e provisão devia ter e muitas outras coisas que ele achou que fossem necessárias. Tudo o que faltou no plano foi devido às limitações da sabedoria e do poder do homem. Se Napoleão tivesse uma previsão perfeita e um controle absoluto dos acontecimentos, seu plano teria se estendido a cada soldado que executou aquela marcha.

É Deus menos sábio que Napoleão

"Pois os meus pensamentos não são os pensamentos de vocês, nem os seus caminhos são os meus caminhos", declara o Senhor. "Assim como os céus são mais altos do que a terra, também os meus caminhos são mais altos do que os seus caminhos e os meus pensamentos mais altos do que os seus pensamentos.” (Isaías 55.8,9). 


Leia também:

Indicação para leituras de livros:

domingo, 2 de outubro de 2016