Páginas

sexta-feira, 30 de maio de 2014

Evidências da Existência de Deus - E.T.

“Bem-aventurados os que não viram e creram” (João 20. 29).
Estamos no século 21, e as mesmas respostas, as mesmas dúvidas permeiam a mente de muita gente. Não é de se surpreender, pois estamos num pais em que pouco se pesquisa e pouco se lê.
Se levarmos em consideração a leitura da Bíblia, isso fica ainda pior: “porque meu povo se perde por falta de conhecimento; por teres rejeitado a instrução” (Oséias 4:6).
Enquanto isso acontece, no meio cientifico, alguns milagres vão acontecendo. Afirmação como: “O que chamávamos de casualidade não faz mais sentido”, são expressas todas as vezes que alguém descobre que por trás de todo o Universo, deve haver uma mente brilhante.
Em entrevista à revista Scientific American, o físico teórico Michio Kaku, um dos cientistas mais conceituados na atualidade, afirmou que passou a acreditar que uma força rege o Universo.
A fé na Criação sempre foi rebatida por cientistas e ateus. Para eles a busca pelo conhecimento trás respostas para questões vistas como sobrenaturais.
João Calvino acreditava que quase toda nossa sabedoria, que verdadeiramente seja verdadeira e solida sabedoria consiste em dois pontos, são eles: o conhecimento que o homem deve ter de Deus, e o conhecimento que o homem deve ter de si mesmo.
Ele acreditava que o homem nunca poderia chegar ao conhecimento de si mesmo sem contemplar primeiramente o rosto de Deus.
Mas como podemos definir Deus? Ele pode ser definido? Podemos colocar Deus dentro dos limites de uma definição?
Se você entender a palavra definir como limitar, certamente que não poderemos definir Deus.
Mas se olharmos para as características que distingue o seu Ser, poderemos, dentro dessa possibilidade, ser capazes de uma definição de Deus. E quais seriam essas características das quais podemos definir Deus?
 “Deus é um Espírito, infinito, eterno e imutável em seu ser, sabedoria, poder, santidade, justiça, bondade e verdade”.
Na definição de Platão, a ideia se aproxima muito a do Breve Catecismo Cristão, citada acima, repare: “Deus é o começo, o meio e o fim de todas as coisas. Ele é a mente ou razão suprema; a causa eficiente de todas as coisas; eterno, imutável, onisciente, onipotente; tudo permeia e tudo controla; é justo, santo, sábio e bom; o absolutamente perfeito, o começo de toda a verdade, a fonte de toda a lei e justiça, a origem de toda a ordem e beleza e, especialmente, a causa de todo o bem”.
Alguns estudiosos acreditam que o homem tem certas ideias, chamas inatas, as quais não lhe podem ser ensinadas e nem podem aprender. Como por exemplo, a ideia de espaço, de tempo, causa e efeito, a personalidade e a ideia do bem e do mal. Para eles inclui-se aí a ideia de Deus.
Se observarmos com atenção, veremos que em todos os tempos e lugares, o homem tem sempre possuído cada uma dessas ideias, e isto sem as aprender, sem que alguém os ensinasse. Portanto, para esses estudiosos a crença em Deus é uma crença intuitiva.

Evidências da Existência de Deus - E.T. Continuação

Um pensamento interessante é o do Dr. Patton observe: “A ideia de Deus pode ser o testemunho de Deus quanto à sua própria existência. Porventura não podemos nós crer que é por meio do testemunho interno do Espírito de Deus e não simplesmente por meio de argumentos externos, que recebemos a nossa crença inicial na existência de Deus?".
Uma coisa podemos admitir, o conhecimento de Deus é quase universal.
Paulo diz em sua Carta aos Romanos: “O que de Deus se pode conhecer neles se manifesta, porque Deus lho manifestou” (Romanos 1. 19).
Paulo está dizendo que a criação visível é fonte de conhecimento concernente à natureza do seu Criador invisível. Quando ele escreveu está carta estava mostrando o caráter culposo da ignorância de Deus em que o homem se encontra. Uma ignorância deliberada, onde o homem tem o conhecimento de Deus ao alcance deles, mas desprezam esse conhecimento: “Os seres humanos podem ver tudo isso nas coisas que Deus tem feito e, portanto, eles não têm desculpa nenhuma” (Romanos 1. 20).
A verdade está entregue aos seres humanos, mas eles preferem abraçar a mentira.
Até mesmo a ideia de eternidade está embutida em nós: “Tudo fez formoso em seu tempo; também pôs na mente do homem a ideia da eternidade, se bem que este não possa descobrir a obra que Deus fez desde o princípio até o fim” (Eclesiastes 3. 11).
“Bem-aventurados os que não viram e creram” (João 20. 29).
Comecei mencionando as descobertas do famoso cientista e quero terminar citando mais um pouco de sua declaração: “Cheguei a conclusão que estamos em um mundo, feito por regras criadas por uma inteligência, não muito diferente do seu jogo preferido de computador, claro imensamente mais complexa. Analisando o comportamento da matéria em escala subatônica, a parte afetada pelo semi-raio primitivos de táquions, um minúsculo ponto do espaço, pela primeira vez na história, totalmente livre de qualquer influência do universo, matéria, força ou lei, percebi de maneira inédita o caos absoluto. Acredite, tudo que nós chamávamos de casualidade até hoje, não fará mais sentido. Para mim está claro que estamos em um plano regido por regras criadas, e não moldados por acaso universal”, declarou Michio Kaku à conceituada revista científica.

E Se Fosse Você? (Vencendo As Dificuldades Através da Fé)

       “Não penseis que vim trazer paz à terra; não vim trazer paz, mas espada” (Mateus 10. 34); disse Jesus aos seus discípulos.
Em alguns lugares no mundo, assim como na Coreia do Norte, quem confessa ser cristão, ou possui uma Bíblia, corre o risco de ser condenado a mesma pena de morte daquelas que assistem a vídeos ou os distribuem ilegalmente, e aqueles que estão envolvidos em prostituição.
Diariamente 60 mil cristãos sofrem em campos de concentração por serem considerados cúmplices ou parentes dos executados pelos supostos crimes.
Alguém uma vez perguntou: “Quem disse que ser cristão é fácil”?

 
Na Coreia do Norte, ser cristão significa conviver com a pressão psicológica e física. Ali, quem não se prostra e nem presta culto à imagem do ex-ditador Kim Il Sung está se colocando vulneravelmente diante das imposições do governo.
Em muitos lares, a foto de Kim Il Sung é o objeto mais precioso, mas para os cristãos, o Senhor Jesus é o que há de maior valor.
Se uma pessoa for encontrada com a Bíblia, ela poderá ser condenada de crime político. Isso significa que ela não pode professar sua fé abertamente, isso ali é proibido, assim como ir aos cultos aos domingos.
Isso nos faz lembrar as palavras de Jesus:
“Não temais, pois; mais valeis vós do que muitos passarinhos.
Portanto, todo aquele que me confessar diante dos homens, também eu o confessarei diante de meu Pai, que está nos céus.
Mas qualquer que me negar diante dos homens, também eu o negarei diante de meu Pai, que está nos céus.
Não penseis que vim trazer paz à terra; não vim trazer paz, mas espada.
Porque eu vim pôr em dissensão o homem contra seu pai, a filha contra sua mãe, e a nora contra sua sogra; e assim os inimigos do homem serão os da sua própria casa.
Quem ama o pai ou a mãe mais do que a mim não é digno de mim; e quem ama o filho ou a filha mais do que a mim não é digno de mim.
E quem não toma a sua cruz, e não segue após mim, não é digno de mim.
Quem achar a sua vida perdê-la-á, e quem perder a sua vida por amor de mim achá-la-á” (10. 31-39).
Um norte-coreano, cristão, declarou à Portas Abertas: “Através da fé, venceremos as dificuldades e o sofrimento. E, também, confortados pela fé conseguiremos prosseguir”.
Você que está lendo este artigo possivelmente não passa por nenhum desses problemas, talvez seja um cristão abençoado financeiramente, talvez creia na Teologia da Prosperidade e por ser filho do Rei, é impossível passar por coisas desse tipo.
Mas muitos cristãos estão passando por isso exatamente agora, simplesmente por crerem em Jesus Cristo. Por não deixarem de crer mesmo diante as ameaças de morte, mesmo passando por prisões e torturas.
Este é um local do planeta onde ser cristão é muito difícil. Ali eles são presos, torturados e mortos. Mesmo assim a igreja continua a crescer, existem cerca de 400 mil cristãos no país. Como disse Paulo aos corintos: “perseguidos, mas não desamparados; abatidos, mas não destruídos” (2 Coríntios 4. 9).
E porque você deixa de congregar por coisas tão tolas? Se alguém fala algo que você não concorda, se o som fica muito alto, se o ministério de louvor ensaia a poucos minutos do culto? Infantilidade espiritual!
O escritor do livro de Hebreus escreveu: “Ainda não tendes resistido até o sangue, combatendo contra o pecado (Hebreus 12:4).
Pense nisso...
 
 

QUANDO A NATUREZA QUER FAZER UM HOMEM

         Você é daqueles que gosta de sofrer? Que tem como atitude retirar prazer ou gostar do seu sofrimento e humilhação?
Possivelmente não. Embora existam aqueles que assim agem.
Jesus certa vez disse aos seus discípulos que no mundo eles sofreriam. Mas afirmou que nEle seria possível encontrar paz. Nessa conversa Ele concluiu da seguinte forma: “mas tende bom ânimo, eu venci o mundo” (João 16. 33).
As dificuldades são o melhor quinhão que os jovens em todo o mundo podem receber!
Talvez você diga: “O quê, você ficou maluco?”
Eu direi: Não! Porque através da Bíblia fica claro que o sentido de quinhão é "parte", "porção" (Josué 17. 14).
É através de trabalho e dificuldades, através de luta e combate que se forja um caráter digno de ser lembrado posteriormente.
O conselho que Jesus deu-nos mostra como se portar diante os dois caminhos: o largo e o estreito.  Ele diz: “Entrai pela porta estreita; porque larga é a porta, e espaçoso o caminho que conduz à perdição, e muitos são os que entram por ela; e porque estreita é a porta, e apertado o caminho que conduz à vida, e poucos são os que a encontram” (Mateus 7. 13, 14).
         Nos versos da canção “Um Homem Também Chora (Guerreiro Menino)” de Gonzaguinha ele diz:
 
Um homem se humilha
Se castram seu sonho
Seu sonho é sua vida
E vida é trabalho
 
E sem o seu trabalho
O homem não tem honra
E sem a sua honra
Se morre, se mata
 
O escritor do livro Aos Hebreus escreveu: “Na verdade, nenhuma correção parece no momento ser motivo de gozo, porém de tristeza; mas depois produz um fruto pacífico de justiça nos que por ele têm sido exercitados” (Hebreus 12. 11).
Isso significa que haverá momentos de choro, de tristeza, de querer ouvir palavras amenas. Afinal, mesmos o maior e mais forte dos guerreiros necessita de carinho, pois são pessoas frágeis. Como seres humanos precisam de um abraço.
Mais uma vez os versos de Gonzaguinha:
 
Um homem também chora
Menina morena
Também deseja colo
Palavras amenas
 
Precisa de carinho
Precisa de ternura
Precisa de um abraço
Da própria candura
 
Guerreiros são pessoas
Tão fortes, tão frágeis
Guerreiros são meninos
No fundo do peito

QUANDO A NATUREZA QUER FAZER UM HOMEM - Continuação

            Se você tem um ideal, acredita na verdade e no bem, quero lhe apresentar uma tradução do texto de Ângela Morga:
          QUANDO A NATUREZA QUER FAZER UM HOMEM

I

Se a Natureza quer fazer um Homem
E eletrizar o coração de um Homem,
E adestrar à força quer, um Homem,
Se a Natureza quer treinar um Homem
Para cumprir urna genial missão;
E quando quer, de todo o coração,
Criar um Homem tão ousado e grande
Que a sua fama ao mundo inteiro mande
- Observai os seus métodos e caminhos!
Como coroa sempre com espinhos
Aquele com quem ela simpatiza;
Como o desbasta e como o martiriza,
E a poderosos golpes o converte
Num esboço de argila que diverte
Somente a Natureza que o compreende
- Enquanto o torturado coração
Aos céus levanta a suplicante mão!
Quando o seu bem a Natureza compreende,
Como o abate, sem jamais quebrar,
Como se serve do que vai sagrar!
Como o derrete e não o deixa em paz,
E com que arte ela sempre o induz
A apresentar ao mundo a sua luz...
A Natureza sabe o que ela faz! 

II
 
Se a Natureza quer pegar um Homem,
E se deseja sacudir um Homem,
E se pretende despertar um Homem;
Se a Natureza quer fazer um Homem
Que, no futuro, cumpra-lhe o decreto;
Quando ela tenta, com habilidade,
Quando deseja e quer, com ansiedade,
Fazê-lo vigoroso, são, completo,
Com que sagacidade ela o prepara!
Como o aguilhoa com a sua vara,
De que maneira o amola e como o enfeza
E o faz nascer em meio à pobreza...
Com desapontamentos sempre punge
O coração daquele que ela unge;
Com que sagacidade ela o esconde
E oculta, sem olhar ao menos onde,
Soluce, embora o gênio, desprezado
E seu orgulho guarde esse passado!
Manda-o combater mais arduamente,
Fá-lo tão solitário que somente
As mais altas mensagens do Senhor
Consigam penetrar a sua dor
É assim que a Natureza lhe clareia
Da hierarquia a impenetrável teia.
E embora ele não possa compreender,
Dá-lhe paixões ardentes a vencer!
Como impiedosamente ela o esporeia,
Com que terrível entusiasmo o fere
Se acaso, acerbamente, ela o prefere! 

III 

Se a Natureza quer nomear um Homem,
E se ela quer dar fama para um Homem,
E se ela quer domar, acaso, um Homem;
Quando ela quer dar brio para um Homem
Executar missão quase celeste,
Quando ela tenta o seu supremo teste
Que há de imprimir a inconfundível marca
- No que há de ser um Deus, ou o Monarca
Quanto o dirige, e quanto que o refreia,
De modo a que seu corpo mal contenha
A inspiração ardente que o incendeia;
E a sua ansiosa alma se mantenha
Sempre anelante por um sonho esguio!
Engana com ardis sua esperança,
Lança-lhe no rosto novo desafio,
No instante em que ele o alvo quase alcança
Faz uma selva - que limpar-lhe custe;
Faz um deserto - para que se assuste,
E para que ele o vença, se capaz...
Assim a Natureza um Homem faz! 

IV 

Então, para provar a sua ira,
Uma montanha em seu caminho atira -
E põe amarga escolha a sua frente:
"Sobe ou perece!", diz-lhe, sorridente.
Meditai no mistério da Intenção!
Da Natureza o plano é tão clemente:
Se compreendêssemos a sua mente!
Os que o chamam cega, tolos são,
Pois com o pé sangrante e lacerado
É que o Espírito sobe, descuidado,
Com entusiasmo e com vigor dobrado,
Esses caminhos todos, que ilumina
Com essa força ativa, que é divina;
E do ardor maneja a espada de aço,
Para enfrentar o peso do fracasso;
E mesmo na presença da derrota,
Inda esperança em seu olhar se nota!
Eis que é chegada a crise! Eis o grito
Que está a pedir um Chefe ao Infinito!
Só quando o povo implora a salvação,
É que ele vem governar a Nação...
 
Então a Natureza diz-nos: "Tomem:
Eu lhes entrego, finalmente, um Homem! 

Paulo escrevendo aos romanos disse: “Mas em todas estas coisas somos mais que vencedores, por aquele que nos amou” (Romanos 8. 37).
        Que Jesus seja a inspiração, a estrela guia em direção a persistência, a fé e a confiança aos desígnios de Deus: “E não somente isso, mas também gloriemo-nos nas tribulações; sabendo que a tribulação produz a perseverança” (Romanos 5. 3).

domingo, 25 de maio de 2014

Deus Está Em Nós


Estamos vivendo dias em que o Espírito Santo tem se manifestado em toda parte. Ele tem levantado um povo santo para Deus, preparando-o para os dias do fim.

Através do Espírito, vidas tem sido transformadas, o Evangelho tem sido vivido, o Senhor tem sido louvado e a Igreja restaurada.

Essa é uma história que começa com uma história de amor. Em que um Filho é oferecido como prova de amor por pessoas que não mereciam esse amor: “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna” (João 3. 16).

É através da morte de Cristo que obtemos o perdão pelos nossos pecados, e através de Sua ressurreição recebemos como herança a vida eterna.

Jesus prometeu aos seus discípulos que deixaria conosco outro Ajudador: “E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Ajudador, para que fique convosco para sempre” (João 14. 16). Interessante observar que ao subir ao céu Ele falou: “... e eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos” (Mateus 28. 20).
O Espírito Santo é esse Ajudador. É Ele quem opera nesse mundo levando vidas a conhecer Cristo, é Ele que leva vidas a viver em Cristo.

É o Espírito Santo quem prepara um povo que lhe seja fiel, que testemunhe o Seu nome com poder e que conduz o povo do Senhor ao mais completo louvor, a mais pura adoração.

E Ele está aí com você.

Todavia, muitas vezes nós temos impedido a ação do Espírito no mundo e em nossa vida. Como isso é possível?

Primeiramente, quando deixamos de crer nas possibilidades do milagre. Quando nos tornamos incrédulos Pois Deus não tolera um coração não ensinável: “aquele que tem olhar altivo e coração soberbo, não o tolerarei” (Salmos 101. 5).

Em segundo, quando entristecemos o Espírito. O apostolo Paulo escreveu aos crentes de Éfeso: “E não façam com que o Espírito Santo de Deus fique triste” (Efésios 4. 30 - BLH). Isso significa que o deixamos triste quando não fazemos coisas que Ele espera que fazemos, e também quando fazemos coisas que Ele diz que é para evitarmos. Pois o Espírito é a marca de que somos propriedades de Deus (Efésios 4. 30b). Portanto devemos abandonar “toda amargura, todo ódio e toda raiva”. Devemos evitar “toda gritaria, insultos e maldades”. O que Deus espera é que sejamos “bons, atenciosos uns para com os outros, e que perdoemos uns aos outros, assim como Deus, por meio de Cristo, perdoou vocês” (Efésios 4. 31, 32). 
 
Quer saber o porquê disso? Por uma simples razão.

Na sua carta aos Romanos, Paulo escreve: “Porque a criação aguarda com ardente expectativa a revelação dos filhos de Deus” (Romanos 8. 19).

Isso nos revela algo extraordinário, pois quando os cristãos entenderem que sua missão é fora do templo, e passarem a considerar somente o que tem a ver com Jesus, o mundo sentirá o impacto de nossa presença em todos os lugares da terra.

Numa oração que Jesus fez a Deus Ele disse: “Não peço que os tire do mundo, mas que os livres do mal” (João 17. 15).

Quando rompemos nosso compromisso com a religião, e abraçamos com paixão o ensinamento que Jesus nos deu no Espírito, então o sal salga a terra (Mateus 5. 13), o fermento leveda a massa (Gálatas 5. 9), e a pequena semente se desabrocha numa grande árvore que serve de pouso para diferentes tipos de aves (Mateus 13. 32).

O Espírito Santo é a expressão designativa de Deus, junto com o Pai e o Filho, Ele forma a Trindade. É Deus morando na terra em nós e agindo através de nós. Portanto cabe a nós não atrapalhar a obra que compete a Ele.

Para os crente de Tessalónica Paulo escreveu: “Não atrapalhem a ação do Espírito Santo” (1 Tessalonicenses 5. 19 - BLH).

Jesus disse: “O vento sopra onde quer, e ouves a sua voz; mas não sabes donde vem, nem para onde vai; assim é todo aquele que é nascido do Espírito” (João 3. 8).

Quem nasce de pais humanos é um ser de natureza humana, mas quem nasce do Espírito é um ser de natureza espiritual (João 3. 6). É esse Espírito que nos ajuda em nossa missão na Terra: “Mas o Ajudador, o Espírito Santo a quem o Pai enviará em meu nome, esse vos ensinará todas as coisas, e vos fará lembrar de tudo quanto eu vos tenho dito” (João 14. 26).



Baseado em Atos 2. 17.18 / Joel 28.32.