Páginas

segunda-feira, 30 de setembro de 2013

O Viver Tão Longe do Pai

É trágico afirmar, mas, é verdade que não podemos negar. Muitas pessoas que conhecemos hoje terão de suportar a eternidade sem Deus.
Alguém ficará com raiva e poderá me acusar de ser radical. Outros poderão dizer que eu penso ser o domo da verdade.
Não! Você está enganado.
Eu disse que tragicamente, muitas pessoas terão de suportar a eternidade sem Deus, pois escolheram viver sem Ele aqui na terra: “E todo aquele que não foi achado inscrito no livro da vida, foi lançado no lago de fogo” (Apocalipse  20. 15).
Jesus fez o convite a todos os homens: “Vinde a mim, todos os que estai cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei” (Mateus 11. 28).
No entanto, muitos continuam a escolher viver do modo como bem entendem. A culpa não é de Deus, não é de Jesus, e também não é minha.
Talvez pudéssemos dizer que a culpa fosse dos três se o convite não lhe fosse feito. Mas o convite foi feito. E a escolha só cabe a você.
Enquanto olhamos para os prazeres que o mundo nos oferece, o convite parece não fazer sentido e tão pouco parece atraente. Principalmente para mentes condicionadas ao imediatismo que somos tentados a viver no dia a dia de nossa existência.
Porém quando percebemos que na vida há mais do que o aqui e agora, e que tudo que passamos é uma preparação para a eternidade, começamos a viver de forma diferente: “Antigamente eu pensava que todas essas coisas eram importantes, mas agora eu as considero sem valor por causa do que Cristo fez” (Filipenses 3.7 – NLT).
Quanto mais nos envolvemos com as coisas de Deus, quanto mais nos aproximamos de Deus, as outras coisas vão perdendo importância. Pois quanto mais vivemos próximo da luz da eternidade, os nossos valores vão mudando.
“Em verdade, em verdade vos digo: Aquele que crê tem a vida eterna” (João 6. 47).

O Senhor Está Comigo

“Ainda que eu ande pelo vale da sombra da morte, não temerei mal algum, porque tu estás comigo” (Salmos 23. 4). E se Ele está comigo não há perigo. Não há o que temer. Pois sei que Ele está aqui.
Sim, Ele é o Santo de Israel. Ele me “guia mansamente a águas tranquilas” (Salmos 23. 2). Por isso posso cruzar o deserto sem nada temer, pois sei que esta aqui... Não há temores.
Sim! Nada vou temer. Pois sei que Contigo ao meu lado sou vencedor: “Preparas uma mesa perante mim na presença dos meus inimigos; unges com óleo a minha cabeça, o meu cálice transborda” (Salmos 23. 5).
Por isso posso louvar, com alegria dançar e de jubilo saltar, pois: “Certamente que a bondade e a misericórdia me seguirão todos os dias da minha vida, e habitarei na casa do Senhor por longos dias” (Salmos 23. 6).

quinta-feira, 26 de setembro de 2013

Aprendendo Com A Santa de Magdalia



Às vezes nos encontramos revoltados, tristes e abatidos. Não vemos perspectivas de alegria e de uma solução para nossa angustia.
Resultado das escolhas que fizemos e das atitudes que tomamos em nossa caminhada.
É quando olhamos em volta e vemos uma erupção se formando diante de nós. De repente o chão começa a se abrir e começamos a temer o que pode acontecer. Sentimos vontade de correr. Nesse momento pensamos em Deus e tememos as consequências. Sentimos vontade de correr para longe de tudo e de todos. E quando percebemos, nosso passado está desmoronado e o futuro também se apresenta em ruínas. Agora é hora de enfrentar as circunstâncias, pois tudo veio à tona e as coisas começam a cair sobre nós.
Mas ainda não é hora de desanimar!
A Bíblia na carta de Paulo aos Efésios no capitulo 2 nos diz que todos nós estávamos mortos em delitos e pecados. Éramos filhos da desobediência e da ira, seguindo o curso deste mundo, fazendo a vontade da carne e dos pensamentos. Mas um dia, Deus, em Seu grande amor com que nos uniu, por Sua infinita misericórdia, nos salvou e nos deu vida! Por sua graça fomos salvos (versos: 1 a 5).
Apesar de parecer ruim tudo vindo para cima de nós, como consequência de nossos atos, Deus nos recebe como somos e no estado em que estamos para através de Sua graça e, de Seu amor, nos revelar Seu poder de nos transformar e nos tornar nova criatura.
Foi o que aconteceu com Maria Madalena. Quando lemos o Evangelho de Marcos 16. 9 e de Lucas 8. 2, descobrimos uma mulher que estava possuída de sete demônios. O que possivelmente lhe trazia grandes transtornos mentais. Mas que ao ter um encontro com o Senhor Jesus, ela foi liberta. Jesus transformou aquela vida possuída por espíritos maus, que davam a ela uma vida de escravidão e opressão. Jesus fez de Maria Madalena uma mulher livre.
A vida dela foi transformada! O que explica sua grande devoção a Ele.
Jesus certa vez falou a cerca de outra mulher: “Por isso te digo: Perdoados lhe são os pecados, que são muitos; porque ela muito amou; mas aquele a quem pouco se perdoa, pouco ama” (Lucas 7. 47).
Maria Madalena recebeu o amor de Jesus e foi perdoada por Ele. Ela reconheceu o quão foi grande o Seu amor por ela, e ela O amou.
Jesus também tinha um grande amor e afeição por ela. Da mesma forma que tem por todos aqueles que se achegam até Ele reconhecendo seu pecado.
Certa vez, logo após a ressurreição de Cristo, Maria no seu jubilo por encontrar Jesus vivo, agarra-se a ele para não perdê-lo de novo. Mas Ele lhe diz: “Pare com isso Maria, pois ainda não subi ao Pai” (João 20. 18).
É por esse motivo que não podemos nos desanimar. Jesus ressuscitou e está junto ao Pai intercedendo por nós: “Portanto, pode também salvar perfeitamente os que por ele se chegam a Deus, porquanto vive sempre para interceder por eles” (Hebreus 7. 25).
Ninguém poderá condenar aqueles que se achegam a Cristo: “Quem os condenará? Cristo Jesus é quem morreu, ou antes quem ressurgiu dentre os mortos, o qual está à direita de Deus, e também intercede por nós” (Romanos 8. 34). E mais, Jesus é nosso advogado: “Meus filhinhos, estas coisas vos escrevo, para que não pequeis; mas, se alguém pecar, temos um Advogado para com o Pai, Jesus Cristo, o justo” (1 João 2. 1).
Mesmo que o mundo pareça está se desmoronando atrás de você, e você se veja sem perspectiva de futuro, procure olhar para Cristo. Ele é a solução para sua vida.

quarta-feira, 25 de setembro de 2013

Friends - Michael W. Smith & Jaci Velasquez



Friends
Michael W.smith

Tomando os sonhos
Plantados por Deus
No teu solo fértil
Não pode acreditar que as esperanças que Ele concedeu
Signifique que um capítulo da sua vida passou

Mas nós nos manteremos próximos como sempre
Não parecerá mesmo que você foi
Porque nossos corações em caminhos grandes e pequenos
Conservarão o amor que nos mantém fortes

E os amigos são amigos para sempre
Se o Senhor é o Senhor deles
E um amigo não dirá “nunca”
Porque a boa vinda não terminará
Embora seja duro deixar você ir
Nas mãos do Pai nós sabemos
Que uma vida não é tão longa para viver como amigos.

Com a fé e o amor que Deus tem feito
Brotar da esperança, nós sabemos:
Vamos orar pela alegria que você viverá.
É a força que agora você mostra

Mas nós nos manteremos próximos como sempre
Não parecerá mesmo que você foi
Porque nossos corações em caminhos grandes e pequenos
Conservarão o amor que nos mantém fortes

E os amigos são amigos para sempre
Se o Senhor é o Senhor deles
E um amigo não dirá “nunca”
Porque a boa vinda não terminará
Embora seja duro deixar você ir
Nas mãos do Pai nós sabemos
Que uma vida não é tão longa para viver como amigos.