Páginas

segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

O Cristianismo e A Autoestima - Parte 1


Uma questão importante e que deve ser levada em consideração por todo cristão, é ter a consciência de que Deus o criou de forma exclusiva.
Você é único, não existe ninguém no mundo com as mesmas características que você. Isso o torna uma pessoa especial diante de Deus.
No entanto, quando andando pelas ruas, vemos quase sempre pessoas de cabeça baixa, rostos tensos e tristes, andando preocupadas e cheias de atividades.
Talvez alguém possa perguntar: o que pode existir por trás de tudo isso?
É o mesmo que faz com que milhares de pessoas sintam-se infelizes com sua personalidade, infelizes com sua formação e aparência. Pessoas que tem dificuldades de aceitar certas áreas de sua vida. Pessoas que não se sentem uma criação exclusiva.
Boa parte dessas pessoas sofre de complexo de inferioridade.
Isso está ligado à estima que se tem de si mesmo. Seu autoconceito, ou seja, como você se percebe no mundo. Tem a ver também com sua autoeficácia, aquilo que você pensa ser capaz de fazer ou não no mundo; e sua baixa expectativa, aquilo que você espera de si mesmo e do outro.
A autoestima diz respeito a estimar-se mais, ou seja, amar-se mais. Está ligado aos sentimentos.
Sentimento significa sentir através dos sentidos.
São os estados do “eu” que não podem ser controlados pela vontade e que são provocados por nossas representações, pelos estímulos procedentes do mundo exterior ou alterações sobrevindas do interior do organismo (Kurt Schneider).
O sentimento aceita ou rejeita uma ideia. É o sentimento que determina se andaremos na verdade ou na mentira.
Os sentimentos são as maneiras como nos percebemos, resumindo, o que experimentamos e dizendo se é agradável ou desagradável.
Na Revista Mente e Cérebro, nº 149, trás uma matéria que diz que: “Por trás da busca obsessiva de um corpo escultural, a clínica psicanalítica revela traços de desorganização, experiências de vazio e estados melancólicos depressivos”.
Tudo isso leva a aquela ideia de não se sentir uma criação exclusiva de Deus.
Muitas pessoas não gostam de si mesmas: seu físico, seu jeito de ser, sua família e uma série de outras coisas. A falta de amor por si mesmo é uma coisa séria e prejudicial.
No livro de Marcos 12. 31 Jesus diz que devemos amar o nosso próximo como a nós mesmos. A referência para o amor ao próximo está no amor que temos para conosco.
 Sem esse referencial fica difícil obedecer de forma ajustada a outro ensinamento de Jesus: “O que quereis que os outros vos façam fazei vós a eles” (Mateus 7: 12).
Um dos maiores problemas presente nas pessoas é não querer-se bem e fazer mal a si mesmo, chegando até mesmo a punir-se, consciente ou inconscientemente.
Deus nos ama. Seu amor valoriza a cada pessoa. Mas o pecado apagou boa parte do que chamamos imagem e semelhança divina. Na obra de salvação, Jesus restaura esta imagem divina em nós e nos recoloca dentro do propósito divino.

Leia também:
O Cristianismo e A Autoestima - Parte 2
O Cristianismo e A Autoestima - Parte 3

sábado, 26 de janeiro de 2013

In The Morning - Mary Mary


Pela Manhã

Mary Mary

Pela manhã você estará bem
Pela manhã o sol ira brilhar
Pela manhã não há nuvens no céu
Quando ele está negro,somente espera pela luz do dia
Alguém me disse o que é errado
Porque minhas ultimas noites estão tão longas
Está ficando difícil acreditar
Você pode me ouvir
Aquele tempo você me deu um sinal
Que você me ouviu pedir
Você deixou eu acreditar
Esta noite negra não será pra sempre

Refrão

Tantos altos e baixos
Você não sabe por onde começar
Tantas noites você tem chorado
A vida foi quebrando seu coração
Isso pode parecer difícil
Não há ajuda a vista
Mas você não se preocupou sobre esta noite,porque,

Refrão

Lá havera um dia
Ele estará nublado
Você não verá clarear
Mas você não parar de pedir
Pedir para ver o dia

sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

Procura-se Um Amigo


“Não chamo vocês de escravo porque o escravo
não sabe o que seu dono faz; mas chamo de amigos,
pois tenho dito a vocês tudo o que ouvi de meu Pai”
(João 15:15).

Não precisa ser homem, basta ser humano, basta ter sentimento, basta ter coração.
Precisa saber falar e saber calar; sobretudo, saber ouvir.
Tem que gostar de poesia, da madrugada, de pássaros, do sol, da lua, do canto do vento e do murmúrio das brisas.
Deve ter amor, um grande amor por alguém, ou então sentir falta de não ter esse amor.
Deve amar ao próximo e respeitar a dor que todos os passantes levam.
Deve guardar segredo em se sacrificar.

Não é preciso que seja de primeira mão, nem mesmo é imprescindível que seja de segunda mão; pode já ter sido enganado (todos os amigos são enganados).
Não é preciso que seja puro, nem que seja de todo impuro, mas não deve ser vulgar.
Deve ter um ideal e medo de perdê-lo; no caso de assim não ser, deve sentir o grande vácuo que isso deixa.
Tem que ter ressonâncias humanas; seu principal objetivo deve de ser amigo; deve sentir pena das pessoas tristes e compreender o imenso vazio dos solitários.
Deve ser Dom Quixote, sem, contudo desprezar Sancho Pança.
Deve gostar de crianças, lastimar as que não puderem nascer e as que não puderam viver.

Procura-se um amigo para gostar dos mesmos gostos; que se comova quando chamamos de amigo; que saiba conversar de coisas simples, de orvalho, de grandes chuvas e de recordações da infância.
Precisa-se de um amigo para não enlouquecer, para se contar o que se viu de belo ou de triste, durante o dia dos anseios e das realizações, dos sonhos e da realidade.
Deve gostar de ruas desertas, de poças de chuva, de caminhos molhados, de beira de estrada, do mato depois da chuva e de se deitar no capim.

Precisa-se de um amigo que diga que vale a pena viver, não porque a vida é bela, mas porque já se tem um amigo.
Precisa-se de um amigo para se parar de chorar, para não se viver debruçado no passado em busca de memórias queridas.
Precisa-se de um amigo que nos bata no ombro, sorrindo e chorando, mas que nos chame de amigo.
Precisa-se de um amigo que creia em nós.
Precisa-se de um amigo para se ter consciência de que ainda se vive.

Até certo ponto no relacionamento entre Jesus e seus discípulos, Ele os chamou de servos (João12. 26; 13. 13-16). Eram aqueles que recebiam ordens para fazer coisas e ver o que O mestre fazia. Nesse período os discípulos não sabiam qual era o sentido e o propósito das coisas que presenciavam estando junto de Jesus.
Depois de algum tempo Jesus passou a chamá-los de amigos. Significava que o relacionamento tinha se estreitado, pois amigos são aqueles que conhecem o que se passa na vida uns dos outros, eles cultivam forte comunhão e conhecem uns aos outros.
Esse relacionamento foi Jesus quem começou com os discípulos (1 João 4. 10). Começando com a seleção, depois a servidão e terminando com a amizade.
Venha você também conhecer esse time, que é mais do que vencedor (Romanos 8. 37). Venha fazer parte dessa amizade que nos mostra que a vida tem um sentido e de que vale a pena viver. Uma amizade que vai para além da vida que conhecemos hoje.
Uma amizade que vai durar eternamente.

domingo, 20 de janeiro de 2013

Para Cada Pensamento Negativo... Uma Palavra Positiva


Toda vez que você tiver um pensamento negativo lembre-se do seguinte, para cada pensamento negativo nosso, Deus tem uma palavra positiva.
Dê uma lida nestes exemplos:

Você diz: “Isso é impossível! ’ – Deus diz: “Tudo é possível” (Lucas 18: 27).
Você diz: “Eu já estou cansado!” – Deus diz: “Eu te darei repouso” (Mateus 11: 28-30).
Você diz: “Ninguém me ama de verdade!” – Deus diz: “Eu te amo” (Jô 3: 16; 13: 34)
Você diz: “Não tenho condições!” – Deus diz: “Minha graça é o suficiente” (2 Coríntios 12:9).
Você diz: “Não vejo saída!” – Deus diz: “Eu guiarei teus passos” (Provérbios 3:5, 6).
Você diz: “Eu não posso fazer!” – Deus diz: “Você pode fazer tudo” (Filipenses 4: 13).
Você diz: “Estou angustiado!” – Deus diz: “Eu te livrarei da angústia” (Salmos 90: 15).
Você diz: “Não vale a pena!” – Deus diz: “Tudo vale a pena” (Romanos 8:28)
Você diz: “Eu não mereço perdão!” – Deus diz: “Eu te perdôo” (Romanos 8: 11; 1 João 1: 9).
Você diz: “Não vou conseguir!” – Deus diz: “Suprirei todas as suas necessidades” (Mateus 6: 33; Filipenses 4: 19).
Você diz: “Eu estou com medo!” – Deus diz: “Não temas” (Josué 1:9; Marcos 5: 36).
Você diz: “Estou sempre frustrado e preocupado!” – Deus diz: “Confie-me todas as suas preocupações” (1 Pedro 5: 7).
Você diz: “Eu não tenho talento suficiente!” – Deus diz: “Eu te dou sabedoria” (1 Coríntios 1: 30).
Você diz: “Eu não tenho fé!” – Deus diz: “Eu dei a cada um uma medida de fé” (Romanos 12:3).
Você diz: “Sinto-me só e desamparado!” – Deus diz: “Eu nunca te deixarei nem desampararei” (Hebreus 13:5).

Se algum dia você estiver se sentindo o pior dos seres, esse pode ser o sinal de que chegará até você a Graça Divina.
Deus lhe ama... Foi por você que Ele enviou seu Filho a este mundo. Portanto Ele cuidará de você!



quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

Não é Comigo


“Honrai a todos. Amai aos irmãos.
Temei a Deus. Honrai ao rei”
(1 Pedro 2. 17)

Quando assumimos o compromisso de amar a Cristo, de forma voluntária, estamos aceitando ao chamado para participar e não somente crer.
Jesus disse: “Edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela” (Mateus 16. 18).
No entanto muitas vezes tem-se a idéia do contrário. Por que isso ocorre?
Porque lamentavelmente, muitos cristãos usam a igreja, mas não a amam.
O ser humano só descobre o seu papel nesta vida através do relacionamento com outras pessoas.
Mas quando ele começa a dizer: “Isso não é comigo”, está dando o primeiro passo para sua decadência espiritual e relacional no convívio humano.
Preste atenção nesta história:

Esta é uma história sobre quatro pessoas:
“Todo Mundo”, “Alguém”, “Qualquer Um” e “Ninguém”.

Havia um trabalho importante a ser feito,
“Todo Mundo” tinha certeza de que “Alguém” o faria,
“Qualquer Um” poderia ter feito,
Mas “Ninguém” o fez.

“Alguém” zangou-se porque era um trabalho de “Todo Mundo”.
“Todo Mundo” pensou que “Qualquer Um” poderia faze-lo,
Mas “Ninguém” imaginou que “Todo Mundo” deixaria de faze-lo.

Ao final, “Todo Mundo” culpou “Alguém”, quando “Ninguém” fez
O que “Qualquer Um” poderia ter feito.

Enganamos-nos facilmente ao julgarmos maduros quando não há ninguém para nos contestar.
Ninguém adquire maturidade comparecendo dogmaticamente aos cultos semanalmente e permanecendo passivo. Sentadinho em sua poltrona de estimação. Digo isso, pois alguns têm até seu lugar já reservado dentro do templo. Mas não é assim que se adquire maturidade.
É na participação ativa nos trabalhos da igreja, no relacionamento que advêm desse trabalho é que se adquire maturidade e se pode desenvolver espiritualmente.

quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

Só Depende de Mim


“Se for possível, quanto depender de vós,
tende paz com todos os homens”
(Romanos 12. 18)

Porque tudo deu errado?
Talvez por causa das escolhas que foram feitas.
A vida é assim, a cada momento precisamos fazer escolhas. E os resultados que obtemos são conseqüências dessas escolhas. Sejam boas ou más. Só depende de cada um de nós.
Charles Chaplin deixou registrado um texto que podemos utilizar apropriadamente em nosso tempo.
Ali está escrito o seguinte:

Hoje levantei cedo pensando no que tenho a fazer antes que o relógio marque meia-noite. É minha função escolher que tipo de dia vou ter hoje.
Posso reclamar porque está chovendo... ou agradecer às águas lavarem a poluição. Posso ficar triste por não ter dinheiro... ou me sentir encorajado para administrar minhas finanças, evitando o desperdício.
Posso reclamar sobre minha saúde... ou dar graças por estar vivo.
Posso me queixar dos meus pais por não terem me dado tudo o que eu queria... ou posso ser grato por ter nascido.
Posso reclamar por ter que ir trabalhar... ou agradecer por ter trabalho.
Posso sentir tédio com as tarefas da casa... ou agradecer a Deus por ter teto para morar. Posso lamentar decepções com amigos... ou me entusiasmar com a possibilidade de fazer novas amizades.
Se as coisas não saíram como planejei, posso ficar feliz por ter hoje para recomeçar. O dia está na minha frente esperando para ser o que eu quiser.
E aqui estou eu, o escultor que pode dar forma. Tudo depende só de mim.

O princípio do apóstolo Paulo era agradecer sempre. Em tudo. Em todos os momentos. Em qualquer circunstância.
Todos nós temos a oportunidade de fazer o mesmo. Só depende de nós.
“Sempre dando graças por tudo a Deus, o Pai,
em nome de nosso Senhor Jesus Cristo”
(Efésios 5. 20)

Walking - Mary Mary


Andando
Mary  Mary

Diga-me o que você vê quando eu passo
Uma sombra de uma nuvem ou uma linha no céu
Estou fazendo errado ou estou fazendo o certo
Bem tudo que eu posso é dar um, um passo de cada vez

Olhe para mim
Eu estou tentando
Todos os dias
Eu caio
Cometo erros
Consigo um sustento
Tento novamente
Da próxima vez que me ver

Eu estou andando, eu estou andando, eu estou andando
Eu estou andando, eu estou andando, eu estou andando
Eu estou andando, eu estou andando, eu estou andando
Eu estou andando, eu estou andando, eu estou andando

Algumas pessoas dizem que demora muito tempo a caminhada
Mas eu digo que com o caminhada não tem erro
Por que você deve correr todo o caminho da vida?
Você não irá muito longe correndo o tempo todo

Olhe para mim
Eu estou tentando
Todos os dias
Eu caio
Cometo erros
Consigo um sustento
Tento novamente
Da próxima vez que me ver

Eu estou andando, eu estou andando, eu estou andando
Eu estou andando, eu estou andando, eu estou andando
Eu estou andando, eu estou andando, eu estou andando
Eu estou andando, eu estou andando, eu estou andando

O que minha vida diz a meu respeito
Alguém pode ver
Isso mostra que eu faço o melhor?
Eu não posso voltar o tempo que gastei
Uso o resto para mostrar pra todo o mundo como eu consegui!

Eu estou andando, eu estou andando, eu estou andando
Eu estou andando, eu estou andando, eu estou andando
Eu estou andando, eu estou andando, eu estou andando

sábado, 5 de janeiro de 2013

É Tempo de Mudar

realmente valha a pena.
 
Há tempo de nascer, e tempo de morrer;
Tempo de plantar e tempo de arrancar o que se plantou”
(Eclesiastes 3. 2)

Há uma coisa intrigante nos seres humanos. Algo que com o passar dos anos se torna cada vez mais presente e vívido em cada geração.
Com o avanço da tecnologia e a rapidez da comunicação, qualquer um pode ter acesso às noticias a aos fatos que ocorrem no mundo.
No entanto, o ser humano se farta de ser criança. Tem pressa por crescer e depois vive a suspirar no anseio de voltar a ser criança.
Na sua ansiedade do dia-a-dia perde a saúde no desejo de acumular dinheiro e logo em seguida, perde o dinheiro na luta para se obter saúde. Pois vive tão demasiadamente preocupado com o futuro que se descuida do presente, assim deixa de viver o presente e o futuro.
A questão é que ele vive como se fosse morrer e morre como se não tivesse vivido!
É tempo de mudar!
Ainda há tempo para acertar sua vida.
Todos os dias quando você acorda, recebe o mais belo de todos os presentes: Sua Vida.
Este é um presente que Deus lhe deu e é você quem o administra. Então porque não fazer valer a pena?
Pois como está escrito: “Ora, qual de vós, por mais ansioso que esteja, pode acrescentar um côvado à sua estatura?” (Lucas 12. 25).



sexta-feira, 4 de janeiro de 2013

Princípio Para Um Novo Ano


“A ansiedade no coração do homem o abate;
mas uma boa palavra o alegra.”
(Provérbios 12. 25)

Existem alguns princípios que nos ajudam a ter melhores resultados em nossos relacionamentos.
Para este princípio de ano gostaria de compartilhar com você um que pode ajudá-lo a ter um novo ano mais bem sucedido, e buscar a ter um controle melhor sobre aquilo que acontece no dia-a-dia de cada um de nós.
Ele é chamado de: Princípio 90-10.
Leia o que se segue:

Este é um princípio que mostra a relação entre o que temos ou não de controle sobre o que sucede em nossa vida.

De acordo com Stephen Covey, 10% da vida estão relacionados com o que se passa conosco e não temos controle sobre eles, já 90% com a forma de nossa reação aos fatos que vão determinar suas conclusões.
O que isso quer dizer? Realmente, não podemos evitar que um carro quebre, um avião atrase, um semáforo fique vermelho, etc. Isso representa 10% do que nos sucede. Os restantes 90% serão determinados com nossas reações.

Exemplo: Você esta tomando o café da manhã com sua família. Sua filha, ao pegar a xícara, deixa cair café na sua camisa branca de trabalho. Você não tem controle sobre isto, mas terá sobre o que acontecerá em seguida.
Você se irrita, repreende severamente sua filha, ela começa a chorar. Você censura sua esposa por ter colocado a xícara muito na beirada da mesa e daí, tem o prosseguimento de uma batalha verbal. Contrariado e resmungando, você vai trocar a camisa e voltando, encontra sua filha chorando mais ainda e ela acaba perdendo o ônibus para a escola. Sua esposa vai para o trabalho também contrariada e você tem que levar sua filha de carro para a escola. Como esta atrasado, dirige em alta velocidade é barrado por um guarda de trânsito e multado após 15 minutos de discussão. Deixa sua filha na escola, que desce sem se despedir de você e ao chegar ao escritório, percebe que esqueceu de sua maleta.
Seu dia começou mal e ansioso para terminar o dia, é recebido friamente e em silêncio pela sua esposa e filha, ao chegar em casa.

Por quê seu dia foi tão ruim?
1. Por causa do café?
2. Por causa de sua filha?
3. Por causa de sua esposa?
4. Por causa da multa de trânsito?
5. Por sua causa?

A resposta correta é a de número 5, pois o fator determinante foi a ausência de controle sobre o acontecido.
De outra forma:
O café cai em sua camisa. Sua filha chora e você diz gentilmente a ela: “Esta bem querida, você só precisa ter mais cuidado”.
Depois de pegar outra camisa e a pasta executiva, você volta, olha pela janela e vê sua filha pegando o ônibus. Dá um sorriso e ela retribui dando adeus com a mão.
Notou a diferença?
Duas situações iguais com finais opostos. Portanto se alguém fizer um comentário negativo, procure não levar a serio, evitando assim ser afetado e tirando sua energia.

Autor: Stephen Covey

Seguindo este princípio e ainda outro que nos ensina que:
“O que atenta prudentemente para a palavra prosperará;
e feliz é aquele que confia no Senhor.”
(Provérbios 16. 20)

Provavelmente estaremos dando um passo muito grande para que as realizações que tanto almejamos ao termino de cada ano seja uma realidade acessível a cada um de nós. Estaremos agindo com “com toda a humildade e mansidão, com longanimidade, suportando-vos uns aos outros em amor” (Efésios 4. 2).

quinta-feira, 3 de janeiro de 2013

Shackles (Praise You) - Mary Mary

Grilhões
Mary Mary

[REFRÃO]

Solte os grilhões dos meus pés para eu dançar
Só quero louvá-lo
Só quero louvá-lo
Tirou minhas algemas, agora posso erguer as mãos
E eu só quero louvá-lo
Só quero louvá-lo

Nos cantos da minha mente não encontro
Uma razão para acreditar que eu possa me libertar
Fiquei arrasada durante tanto tempo sem nenhuma esperança
Ao erguer as mãos eu entendo
Que devo louvá-lo com minha canção

[REFRÃO]

Tudo o que podia dar errado
Deu errado de uma só vez
Eu sofri muita pressão
Achei que ía enlouquecer

Senhor, Mas sei que quer ver
Se eu vou aguentar essa parada
Ajude-me com esse fardo
Pois não suporto mais

 [REFRÃO]

Enfrentei todo tipo de dificuldades
Acorrentada de todas as formas
mas Deus quebrou os grilhões
Então deixe-me prosseguir

 [REFRÃO] 3x

quarta-feira, 2 de janeiro de 2013

2 Corintios 9. 6, 8



“Lembre-se disto: quem planta pouco colhe pouco; quem planta muito colhe muito... E Deus pode dar muito mais do que vocês precisam para que vocês tenham sempre tudo o que necessitam e ainda mais do que o necessário para fazerem todo tipo de boas obras.” 

terça-feira, 1 de janeiro de 2013

Eu Não Quero Minha Vida Igual


“Tu, pois, meu filho, fortifica-te 
na graça que há
 em Cristo Jesus.”
(2 Timóteo 2.1)


“Que o Senhor abençoe e lhe
conceda grande sucesso.”
(2 Tessalonicenses 1.7. 8)