Páginas

terça-feira, 19 de setembro de 2017

Reavivando o Seu Lar (O Que Você Precisa Fazer) – Parte 4

Ter um casamento mais feliz não é tão difícil. Inclusive, é mais fácil do que você imagina.

Ter mais amor, risos e respeito podem ser possíveis a partir desta noite. Independente de há quanto tempo vocês estão juntos ou de quanto seu casamento hoje é difícil ou infeliz.

Se você é seu cônjuge são leais um ao outro, vocês tem a sensação agradável de que sua união é estável. E quando pensam nos meses, anos e décadas à frente, sempre imaginam os dois juntos.

A doçura no falar, a atenção, o respeito e as demais virtudes não podem ser cultivadas só na empresa ou na igreja, ou com seus amigos e parentes, ou ainda quando tem visitas em casa.

Portanto, o que você precisa fazer é:

Priorize Os De Casa

Dizem que os grandes escultores, quando olham um granito ou mármore, não veem a pedra em si, mas a imagem contida nela.  Para fazer a escultura, simplesmente tiram tudo que não parece com a figura sendo esculpida.

É isso que Deus faz conosco.  Ele está esculpindo a imagem de Cristo em nós. E da mesma forma Deus quer nos usar para “afiar” a vida do nosso cônjuge.

É este o sentido do texto de provérbios 27.17: “Como o ferro com o ferro se aguça, assim o homem afia o rosto do seu amigo”.

O substantivo “rosto”, no texto, pode ser usado para representar a face e a aparência de uma pessoa; pode também significar a expressão de sentimento para com outra pessoa; e pode significar o espírito, atitude, comportamento ou a conduta de um homem.

Uma boa pergunta a se fazer é: Você está sendo usado por Deus para provoca melhoras na vida do seu cônjuge?


Se a resposta for negativa, então:

Procure Bons Exemplos

Recorra a casais maduros que conseguiram superar seus problemas. Que conseguiram construir um casamento feliz.

Lembra-se do compromisso: “Até que a morte nos separe”?

Serão meses, anos e décadas à frente. E qual é a ideia que lhe vem a mente quando você pensa nisso? Essa perspectiva lhe dá segurança?

Por isso:

Aprenda A Cuidar Do Coração

A pureza e beleza no falar dependem da pureza e beleza interior. E para isso, é preciso também um compromisso com Deus. Um compromisso com Jesus. Isso nós conseguimos através da leitura bíblica e ração diária.

“Pouco tempo depois, os que estavam por ali chegaram a Pedro e disseram: “Certamente você é um deles! O seu modo de falar o denuncia”” (Mateus 26.73).

Como eu disse, o que falamos nesses posts não fecham a questão. Foram apenas dicas para que você possa melhorar seu relacionamento.

Ainda pretendo voltar a falar sobre o tema mais adiante, mas por hora, se você quiser conhecer mais, acesse o guia “Casamento de Sucesso” e faça parte dos mais de 2.000 casamentos salvos.

E se quiser cuidar do seu coração, e também o do seu cônjuge, leia a Bíblia. Se você ainda não tem uma, clique no link: “Dê uma Bíblia a quem você ama”.

Desejo que tudo isso tenha ajudado você. E minha oração é que tudo tenha dado certo.

Reavivando o Seu Lar (O Que Você Precisa Fazer) – Parte 3

Olá! Vamos dar continuidade ao nosso tema? Legal! Então vamos lá.

Às vezes não nos “abrimos” em casa por o problema é a falta de confiança.

Isso acontece depois de se confiar um segredo, depois de se abrir com certo receio e, de repente, perceber que “todo mundo” está sabendo do assunto.

A sua intimidade foi exposta em público.

Os provérbios de Salomão nos mostra que: “Quem vive contando casos não guarda segredo; por isso, evite quem fala demais.” (Provérbios 20.19).

Isso é fácil de fazer quando é um amigo seu, ou quando não se tem nenhuma relação mais próxima com a pessoa. Mas, e quando se trata do seu cônjuge? Parece complicado, não é mesmo?


O que você pode fazer nesta hora é:

Não Se Deixe Influenciar Por Um Histórico Ruim

Pode acontecer de sua opinião, sobre compromisso, sofrer influência do que você observou em seus pais. E isso não é tão incomum assim.

Uma pessoa que tenha visto seus pais se divorciarem, quando a era ainda criança, pode ter medo de que isto afete seu conceito sobre compromisso. Mas é possível fazer as coisas de modo diferente. Dentro do seu casamento as coisas não precisam ser do mesmo jeito. Você não está fadado a cometer os mesmos erros de seus pais.

O princípio bíblico é este:

“Cada um examine os próprios atos, e então poderá orgulhar-se de si mesmo, sem se comparar com ninguém, pois cada um deverá levar a própria carga.” (Gálatas 6.4,5).

Aprenda A Ser Claro E Direto

Não mande recados por terceiros, ou através de caretas, ou através de músicas.

Outra coisa igualmente detestável são pessoas mentirosas. Elas não são confiáveis. E depois que você fraga várias vezes um ente querido mentindo, aumentando ou inventado um assunto, é bem difícil levar a sério o que ele fala.

Então lembre-se:

“O mexeriqueiro revela o segredo, mas o fiel de espírito o mantém em oculto.” (Provérbios 11.13).

“Ora, se teu irmão pecar contra ti, vai, e repreende-o entre ti e ele só; se te ouvir, ganhaste a teu irmão” (Mateus 18.15).


quarta-feira, 13 de setembro de 2017

Reavivando o Seu Lar (O Que Você Precisa Fazer) – Parte 2

Continuando ao: O Que Você Precisa Fazer. Quero iniciar dizendo para que você:

Analise Seu Modo De Pensar

Você já parou para pensar que aquela expressão dita há alguns anos, aquele em que você disse: “Até que a morte nos separe.”, tem um significado?

E o que ela tem significado hoje para você? Faz você se sentir preso, ou ela lhe dá segurança? E quando vêm os problemas, isso se torna uma opção para terminar o casamento?

Ponha em mente uma coisa, ainda que você esteja sendo agredido, não responda na mesma altura. Não baixe seu nível agindo da mesma forma que seu agressor.

É muito importante lembrar que o tom da voz é importantíssimo nessa hora. O jeito de dizer o que você deseja dizer é o segredo para uma boa comunicação. Portanto seja doce, nunca esqueça isso.

Às vezes é melhor esperar até o outro dia. O clima precisa está propício para uma conversa. Não entorne o caldo. Não piore a situação.


Fortaleça seu compromisso com o principio que a Bíblia ensina: “Assim, eles já não são dois, mas sim uma só carne. Portanto, o que Deus uniu, ninguém separe.” (Mateus 19.6).

Encare seu casamento como uma união permanente.

Reclame menos. Seja mais positivo nas suas considerações. Pois é muito ruim se relacionar com pessoas que só observam os defeitos. As palavras dessas pessoas são intoleráveis.

Então? Analisou seu modo de pensar?

Se sim, agora comece a priorizar os de casa. Dê-lhe mais atenção, ouça o que seu cônjuge tem a dizer, valorize suas virtudes e respeite. Isso é muito importante, aprender a respeitar o seu cônjuge.

Agora... Até o próximo postQue o Senhor lhe dê sabedoria e entendimento.


Leia também: 


               DÊ UMA BÍBLIA A QUEM VOCÊ AMA!

Reavivando o Seu Lar (O Que Você Precisa Fazer)

Olá! Estamos prontos para mais um encontro. E vamos já para o que interessa.

Lembra que falamos que os anos passaram, o relacionamento se esgotou, e agora existem muitas mágoas devido a falta de diálogo. Ruim não é?

O que fazer agora?

Aprenda A Ser Um Bom Ouvinte

Sabemos que ouvimos com o ouvido, mas eu quero lhe dizer uma coisa interessante: É preciso aprender a ouvir com os olhos. Parece ridículo. Mas, ouvir com os olhos significa você parar um pouco e dar atenção.

Mostre que você leva a sério o compromisso.

Aprenda também a traduzir o que o cônjuge está falando. Isso faz parte de ser um bom ouvinte. Pois não são somente as palavras que dizem. O bom ouvinte sabe disso. Ele não fica atento somente às palavras, mas também para o momento da pessoa. E sabe que nem sempre o que elas dizem é o que elas querem dizer.


Haverá momentos que o cônjuge dirá que te odeia, quando lá no fundo gostaria de dizer que te ama muito. Mas por algum motivo, naquele momento não foi possível.

Veja o que a Bíblia nos ensina: “Portanto, meus amados irmãos, todo o homem seja pronto para ouvir, tardio para falar, tardio para se irar.” ( Tiago 1.19).

A partir de agora experimente fazer isso. Procure ouvir o que o outro está dizendo. Mesmo que não haja palavras.

Use expressões do tipo: “eu e minha esposa”, ou “eu e meu marido”, isso ajudará a mostrar que existe um “nós”. E lembrar a você mesmo, e aos outros, que há um compromisso com seu cônjuge.


terça-feira, 12 de setembro de 2017

Reavivando o Seu Lar (O Que Você Precisa Saber)

Olá meus amigos. Estamos de volta.

Antes quero dizer que não estamos aqui para esgotar o assunto. Apenas relacionei alguns princípios bíblicos para ajudar alguns casais que, por algum motivo eventual, esteja passando por dificuldades.

Na postagem anterior terminei dizendo que com o passar dos anos, o relacionamento pode ser desgastado pelas discussões. E que por isso precisamos avaliar se ainda existe o mesmo grau de comprometimento de quando você se casou.

Precisamos entender, no entanto, que o compromisso não é um problema, e sim a solução. Ele não é uma corrente que prende a pessoa a uma decisão ruim.

O compromisso serve, todavia, para manter a estabilidade do casamento. É ele que vai dar a certeza que durante uma discussão, nenhum dos dois cônjuges vai abandonar o outro.

É o compromisso que dá ao casamento, a certeza de que ele não está em perigo – mesmo em momentos difíceis. Ele ajuda a criar um ambiente estável, onde o casal pode resolver os seus problemas.


Se você está passando por problemas no casamento. Conheça agora umas das coisas que você pode fazer:

Crie Um Bom Espaço Para o Diálogo Dentro da Casa

Na Bíblia há centenas de textos que tratam dessa área. Deus deu um grande valor a este tema: “A língua tem poder sobre a vida e sobre a morte; os que gostam de usá-la comerão do seu fruto.” (Provérbios 18.21).

Um provérbio abissínio diz: “Um falar doce e delicado quebra os ossos do próprio diabo”.

No calor de uma discussão sempre falamos coisas para ferir ao outro. Evite isso, para não se arrepender mais tarde.

Quer ver duas frases que abalam o compromisso, em vez de resolver o problema? É você dizer: “Vou embora” ou “Vou procurar alguém que me dê valor”. Isso os levará a uma guerra de insultos. E servirá apenas para magoar ao seu cônjuge.

O princípio bíblico para essa questão está em: “Há palavras que ferem como espada, mas a língua dos sábios traz a cura” (Provérbios 12.18).

Em vez de magoar ao outro, diga coisa do tipo: “Nós dois estamos com a cabeça quente agora. O que podemos fazer para resolver esse problema juntos?”.

Então, o que você pode fazer?

Descubra o que você pode fazer para restaurar o diálogo dentro de casa.

Até o próximo encontro. 

Reavivando o Seu Lar (Introdução)

Vejo que cada vez mais muitos líderes tem chamado a atenção para viverem mais focados dentro da igreja, do que ser uma representação nítida de Deus na sociedade.

Para que um reavivamento aconteça, é preciso que a ênfase não se dê apenas na contemplação, na música (que chamamos de louvores), ou na literatura e poesia.

A transformação deve acontecer, e radicalmente, é no caráter, nos sentimentos e nas nossas prioridades. O viver com Cristo ser nosso cartão de visita na sociedade.

Nosso viver deve manter e proclamar um alto padrão moral na sociedade em que estamos inseridos.

“Por isso, a criação aguarda ansiosamente a manifestação dos filhos de Deus”. (Romanos 8.19)

O aposto Paulo diz que a “criação foi sujeita à vaidade {não voluntariamente, mas por vontade daquele que a sujeitou}, todavia com a esperança de ser também ela libertada do cativeiro da corrupção, para participar da gloriosa liberdade dos filhos de Deus. Pois sabemos que toda a criação geme e sofre como que dores de parto até o presente dia. Não só ela, mas também nós, que temos as primícias do Espírito, gememos em nós mesmos” (Romanos 8.20-23).


 E por isso, este mês, eu quero falar sobre o Reavivamento No Lar.

Pois qual é o maior desafio hoje? Fortalecer esse compromisso.

No dia em que você casou você fez um voto. Você assumiu um compromisso para a vida toda. Você prometeu permanecer com a pessoa que você ama e resolver os problemas que venham a surgir.

Mas olhe para trás. O que aconteceu? Passaram-se os anos e o relacionamento foi desgastado pelas discussões. E é por isso que precisamos avaliar se ainda existe o mesmo grau de comprometimento de quando você se casou.

Durante os próximos posts estaremos falando mais sobre essa questão. Ore a Deus para que você tenha o bom ânimo para ns acompanhar nessa leitura. A boa vontade de tirar alguns minutos para ler e aprender um pouco mais.

Até o próximo encontro. 



                     DÊ UMA BÍBLIA A QUEM VOCÊ AMA!


segunda-feira, 4 de setembro de 2017

Como Você Tem Aceitado O Evangelho?


Mensagem pregada na IPV de Água Limpa. Texto baseado em Tiago 1-19,27.

Ano de 2015.

terça-feira, 29 de agosto de 2017

Vocação, Ou Chamado – Soteriologia – E.T.

Olá. Este mês vamos falar de um assunto que dentro da Teologia é classificada como: Vocação.

A palavra vocação é um termo que deriva do latim: Vocare. E tem como significado: Chamar.

Normalmente é entendida como sendo a inclinação, uma tendência ou habilidade que leva alguém a exercer uma determinada carreira ou profissão. Sendo portanto um talento, ou aptidão natural, ou capacidade para executar algo.

Na religião é chamada de Vocação Religiosa. Que seria o chamado de Deus para que alguém viva para a prática religiosa, para louvar e servir a Deus e ao próximo.

É dizer que alguém estar disponível para se separar das coisas do mundo e que não são do agrado de Deus.

Dentro desse entendimento, essas pessoas seriam cristãos que querem dedicar sua vida a Deus e aos irmãos, e encontrar em Deus sua segurança, alegria e realização pessoal.

Ainda dentro desse entendimento, a vocação religiosa pode ser seguida tanto por homens como também por mulheres que ao se sentirem chamados por Deus, deixam tudo para se colocarem inteiramente a serviço dos mais necessitados.


No entanto, o Chamado (que nada tem a ver com o filme), ou Vocação, que estou mencionando, nada tem haver com essas duas visões mencionadas anteriormente.

O Chamado aqui tem um caráter geral, especial e eficaz. Pois se trata do ato pelo qual Deus estende ao ser humano seu convite para assumir um relacionamento salvífico.

É Deus no seu cuidado providencial para com a criação.

Isso significa dizer que o primeiro passo na obra do Espírito Santo é o chamado.

O apóstolo João escreveu em seu Evangelho: “Se alguém tem sede, venha e mim, e beba” (João 7.37). Mateus escreveu: “Vinde a mim todos que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei” (Mateus 11.28). E novamente João: “O Espírito e a noiva diga: Vem. E quem tem sede, venha; e quem quiser, tome de graça da água da vida” (Apocalipse 22.17).

E entenda isso, este é um chamado universal, dirigido a todos indiscriminadamente. Jesus ordenou que o Evangelho fosse pregado a toda criatura, porque se trata da proclamação das condições em que Deus está disposto a salvar pecadores.


Este chamado está dirigido a todos através das Escrituras. O caminho da salvação não se torna conhecido através das obras da natureza, e nem pela providência. Nem pela intuição, ou pelas deduções da razão. Nem em geral pela revelação interna.

Mas o caminho da salvação se torna conhecido pela revelação das Escrituras. E quando a esta chamada, “muitos são chamados, mas poucos são escolhidos” (Mateus 20.16; 22.14).

Ainda temos mais a falar sobre a Vocação. Mas, para que o texto não se prolongue deixaremos para o próximo mês.

Procure estudar e conhecer mais a Bíblia, para não ser enganado nesses que são os últimos dias.

Que Deus o abençoe.


Leia também:

segunda-feira, 21 de agosto de 2017

Confissões de Fé - Parte 20

Sei que o assunto deve parecer chato para alguns e até mesmo fora de moda. Mas é uma forma de manter a pureza da doutrina cristã.

O apóstolo Pedro nos diz para explicar a quem nos perguntar qual a razão da nossa esperança (1 Pedro 3. 15). A nossa confissão dá testemunho de nossa fé. E serve como defesa aos ataques de heresias das quais muitas igrejas tem se deixado dominar, devido a sua vulnerabilidade, por não possuir uma confissão de fé.

Este quadro é para auxiliar tanto a cristãos como os incrédulos a entende aquilo em que cremos. E útil também para corrigir pastores e mestres, caso eles estejam se desviando da fé.

Ajuda ainda a sinalizar aos cristãos a analisarem o que está sendo ensinado nas igrejas, como faziam os bereanos: “Os bereanos eram mais nobres do que os tessalonicenses, pois receberam a mensagem com grande interesse, examinando todos os dias as Escrituras, para ver se tudo era assim mesmo.” – (Atos 17. 11 - NVI).

Portanto é útil como meio de estudo, testemunho da fé, meio de manter a pureza da doutrina e defesa contra os ataques de heresias e outras religiões.


Breve Catecismo de Westminster

PERGUNTA 39: Qual é o dever que Deus exige do homem?

RESPOSTA: O dever que Deus exige do homem é obediência à sua vontade revelada.


Referências: Mq 6.8; Lc 10.27-28; Gn 17.1.
       
     PERGUNTA 40: Que revelou Deus primeiramente ao homem para regra de sua obediência?

RESPOSTA: A regra que Deus revelou primeiramente ao homem para sua obediência foi a lei moral.

Referências: Rm 2.14-15.

            
                    DÊ UMA BÍBLIA A QUEM VOCÊ AMA!



(Com Certificado + Histórico + Carteirinha) 

Videos aulas exclusivas, Apostilas digitais, Áudio aulas, Suporte com professores, Fórum e Grupo de estudos. Pagamento Único. Sem Mensalidades!




Objetivo: O Programa do Curso visa o desenvolvimento da capacidade de pesquisa científica no campo teológico, com a produção de resultados relevantes para a teologia, bem como a formação de professores de Teologia e de assessores teológicos a organismos nacionais, regionais ou eclesiásticos. 

Campo de Atuação: Liderança Cristã - desenvolver atividades administrativas, docência bíblica na comunidade. Aconselhamento Pastoral - às famílias, adolescência, confortando, exortando, ensinando no temor de Deus. Missões - implantar igrejas nas áreas urbanas e rurais, não alcançadas pelo evangelho. Evangelismo - levar a mensagem de esperança e salvação das escrituras ao próximo Docência - exercer uma atuação educativa nos estabelecimentos de educação que necessitem de formação teológica, Igr