Páginas

quarta-feira, 30 de maio de 2012

Mudando Sua História

Reescreva sua vida de forma diferente.
Às vezes as coisas não mudam porque a pessoa não muda também. O que muda a nossa vida são ações constantes.
Decisões que dependem só e unicamente de mim. Decisões que não dependem necessariamente do outro compreender, ou querer fazer o mesmo.
Atitudes falam mais que palavras. E enquanto caminhamos por esta vida, vamos escrevendo a nossa história.
As interpretações serão vivenciadas por outra pessoa, e será por essa interpretação que nossa história será contada.
Portanto, quais histórias serão contatas?
Só depende de cada um de nós particularmente. Da forma como eu estou escrevendo a minha história na vida do outro. Na forma como eu enfrento as adversidades. Na forma como eu reajo às injustiças que sobre mim são lançadas. Como reajo à fartura, a escassez. Como reajo à indiferença,
Decisões como prometer orar pelo outro todos os dias, pedir o seu perdão, perdoar e ser seu amigo sempre, são atitudes que reescrevem a história lhe dando um novo final..
Não é como você começa o que determina a sua vida e sim como você termina.
A cada dia uma nova chance nos é dada. A oportunidade de fazer as coisas diferentes. A oportunidade de começar uma nova história. 
A oportunidade de reescrever a nossa história e “assim se encherão de fartura os teus celeiros, e trasbordarão de mosto os teus lagares” – (Provérbios 3. 10).

sexta-feira, 25 de maio de 2012

A Visita Relutante


Acompanhei a enfermeira corredor abaixo, mas sentia-me meio desanimada. Era uma tarde quente e úmida, o ar cheirava a remédio. De repente, tive vontade de não ter ido até ali. Uma hora antes, tinha-me convencido de que precisava trabalhar mais para o Senhor. Telefonara para o asilo de velhos, para saber se havia alguém ali que nunca recebia visitas.
Agora entrávamos em um quarto, e a enfermeira disse com voz alegre:
- Agnes, trouxe uma visita para você.
Deitada no leito, estava a velhinha mais feiosa que eu já vira. Seu rosto era muito enrugado, a pele amarelada, e quando falou, notei que só tinha dois dentes de resto.
- Você é do Serviço Social? Indagou.
- Não. Só vim fazer-lhe uma visita.
- Mas você não me conhece.
- Agora já conheço. Meu nome é Linda. Como está passando hoje?
- Não estou muito bem.
- Então fique bem quietinha aí, que vou ler para você.
- O que você vai ler?
- A Bíblia.
- Ué, já é Natal?
- Não, por quê?
- Porque no Natal sempre vêm pessoas aqui que lêem a Bíblia para mim. Depois vão embora e dizem que voltarão qualquer dia, mas nunca mais voltam. Pensei que você fosse uma dessas pessoas da igreja.
Então pus-me a ler a Bíblia, e ela pareceu gostar muito da atenção que lhe dei. Resolvi, não sem certa relutância, que iria esforçar-me para voltar ali.
Da outra vez, trouxe-lhe alguns bombons. Gostou demais, apesar dos dois dentes. Nas outras visitas que fiz, levei-lhe flores de meu jardim, cartões que meus filhos confeccionavam para ela e um laço de fita para o cabelo. Às vezes dava uma passada rápida, para um breve bate-papo. Aos poucos, Agnes começou a interessar-se pela minha família. Então levei meu marido e os três filhos adolescentes para visitá-la. E continuei a ler a Bíblia para ela, poucos versos de cada vez.

Quando fiquei sabendo que estava para morrer, procurei passar mais tempo em sua companhia.
Certo dia, estava lendo o capítulo quatorze de João: “Na casa de meu há muitas moradas... Vou preparar-vos lugar...” Quando ergui o rosto, vi que seus olhos estavam fechados, então comecei a afastar-me na ponta dos pés.
- Espere! Disse ela. Volte aqui.
- Estou aqui, Agnes. O que é?
- Linda, falou ela, será que Jesus está mesmo preparando um lugar para mim no céu?
- Se você crer nele, Agnes, está. E você crê, não crê?
- Agora, creio. E sei que ele me ama. Você e sua família me mostraram isso.
Peguei na mão dela e dei-lhe um leve aperto.
- Como assim, Agnes? Como foi que mostramos?
- Você voltou, respondeu simplesmente, e caiu no sono.
  
Linda Schiwitz

História verídica extraída do livro:
Conte Comigo.

Mensagem: Fazendo De Todo Lugar Um Lugar de Culto Ao Senhor


Quando se lê o livro de Neemias e encontramos um homem preocupado em fazer reformas sociais e espirituais que irão transformar as vidas das pessoas e leva-las a confessar os seus pecados, descobrimos que o segredo de todo esse sucesso foi devido a sua dependência da presença de Deus em tudo o que fazia, e de sua vida de oração. Ele na verdade se preocupava com a natureza do problema do povo: “Quando ouvi isso, eu me sentei e chorei...” 


Mensagem baseada no texto de Salmos 30. 11, 12.

terça-feira, 22 de maio de 2012

Coisas Que Não Se Esquecem


Como é típico do outono, o ar estava frio e seco
Ela esfregou os olhos antes de prosseguir. Já estava por muito tempo sozinha. Ainda não havia conversado com ninguém sobre isso.
Talvez essa seja a história mais velha no mundo. Alguém com dois anos a mais do que o outro. Alguém que sabe exatamente como é o outro, pois convivem desde pequenos, freqüentando a mesma igreja. Dois seres que começam a namorar. Uma paixão envolvente, ardente. Ele, um rapaz popular, extrovertido. Ela uma jovem tímida, romântica, que se deixou levar com a fantasia daquilo tudo. Fazendo vista grossa para alguns problemas óbvios, inventando desculpas para outros. Alguém que de repente descobre que está grávida. Alguém sem a menor idéia do que é ser mãe, quanto mais sobre ser mãe solteira. Alguém que não sabe como vai se virar. Alguém que se sente perdida.
Essa é a realidade de muitas jovens no Brasil que de uma forma ou de outra se deixaram levar pela conversa, pelo encanto, pela emoção apaixonadamente.
Jovens que deixaram de viver suas vidas, deixaram de realizar seus sonhos.
Às vezes isso assusta um pouco, a idéia de ter um filho. Há a preocupação de não ser um uma boa mãe. Há a incerteza de que o pai irá participar na vida e na criação do filho. Há ainda a incerteza de que ele irá de forma digna e moral assumir a paternidade. De que irá formar um par junto com ela.
Jovens que sofrem a discriminação silenciosa pelo seu ato, por palavras que não são ditas, mas, que através de atitudes revelam aquilo que se esconde na alma do outro.
Reflexo de uma sociedade que cria circunstâncias, mas incapaz de encarar suas conseqüências.
Atitudes de almas mesquinhas, malevolosamente hostis com os frutos daquilo que elas próprias criaram através de leis e mandamentos. Mas incapazes de se compadecer com a fragilidade daqueles que não são fortes o suficiente para enfrentar de frente essas circunstâncias e encontrarem forças para dizer: NÃO!
Na Bíblia encontramos uma mulher pega num ato de adultério. Ela foi levada para ser julgada na praça diante de todos, inclusive de Jesus.
As leis tinham suas regras, a cultura tinha suas regras, a natureza humana tinha suas regras. E é possível que muitos que haviam se utilizado do corpo daquela mulher agora estivesse ali para apedrejá-la.
Mas as atitudes de Jesus sempre estiveram acima de tudo isso. Assim Ele foi capaz de mostrar através da consciência dos acusadores, que eles próprios eram culpados. Não apenas aquela mulher que estava sendo acusada. No fim Jesus olha para a mulher, depois que todos já haviam ido embora, “E disse-lhe Jesus: Nem eu te condeno; vai-te, e não peques mais” (João 8. 11).
A descoberta de que Deus compreende a natureza humana e é capaz de perdoar os pecados, tira um fardo enorme das costas de quem carrega a culpa, e não vê uma possibilidade de sair dela diante tanto moralismo hipócrita que existe dentro da sociedade.
Somente quando se descobre que: “Portanto, agora nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus” (Romanos 8. 1), é que se pode encontrar a verdadeira liberdade da alma.
A barriga está crescendo, mas Maria agora está feliz.

Leia Também: Coisas Que Não Se Esquecem – Parte 2

segunda-feira, 21 de maio de 2012

Pensando Na Família Cristã

"Quando obedecemos os mandamentos do Senhor,
Ele nos faz andar pelos caminhos de verdade e amor"
(Salmos 25.10)

Quando se aproxima o mês de maio, há sempre a ênfase aos temas sobre a família, casamento, filhos... O que se vê no limiar do novo século não é nada promissor quando se trata da estrutura familiar. Mas, gosto de pensar na família cristã superando todos os transtornos causados pela exclusão dos verdadeiros valores e pela letargia espiritual da igreja visível, diante das ofertas tentadoras da modernidade. Penso na família onde acontece o ensino da Palavra de Deus; a adoração e o louvor a esse Deus, a gratidão, o perdão, o amor... coisas boas, excelentes, que combinam com santidade. Se não houver essa combinação, haverá o desmoronamento do sonho, o rompimento dos laços de afeto, os lábios estarão fechados ao diálogo e às palavras doces. O romantismo quedar-se-á à frieza e ao trivial. A infidelidade trará momentos sombrios e de dor. A hipocrisia manterá as aparências.

Que as palavras do Senhor estejam no coração dos pais. E se estiverem no coração destes, alcançarão a vida dos filhos. O mundo verá pessoas santificadas e famílias abençoadas.

Eunice Souza da Silva.

terça-feira, 15 de maio de 2012

O Cristianismo e a Ansiedade – Parte 2

Alguém pode perguntar: Como podemos definir o sentimento de ansiedade?
E a resposta que poderemos dar é a seguinte: A ansiedade é um sentimento muito próximo do medo. O que irá diferenciar é que no medo existe uma situação real. Algo está acontecendo e desencadeando esse sentimento. Na ansiedade não existe uma situação real, o que existe é uma situação subjetiva, ou seja, uma interpretação que alguém faz de uma situação e a considera como perigosa.
A ansiedade é um instrumento importante, todos carregam dentro de si uma dose de ansiedade, é ela que nos possibilita ficarmos alertas e encontrarmos soluções em situações de perigo iminente.
Porém, é quando a ansiedade se torna patológica, que se torna um problema, isto é, quando ela passa a ser uma lente de aumento e começa a distorcer a proporção de realidade. Quando isso acontece, a ansiedade começa a incapacitar as pessoas para a vida.
Um clima bem diferente da vida abundante da qual o Senhor Jesus disse que poderíamos ter, conforme o livro de João no capitulo 10 e verso 10.
Nos dias atuais, vivemos em uma sociedade que por si só já desencadeia um alto grau de ansiedade. A maior parte das pessoas já acorda preocupada e, conseqüentemente, ansiosa com horários, dificuldades financeiras, com o transito, com o desemprego, em manter um bom desempenho profissional, pessoal, familiar, uma boa forma física, com a violência, etc. Todo esse estresse pode agravar um estado de ansiedade, ficando cada vez mais impossível o enfrentamento destas e outras situações.
 Quando a ansiedade se torna patológica, ela pode trazer uma série de conseqüências, transtornos e fobias. Como por exemplos: O Transtorno Fóbico-Ansioso, que é um tipo de manifestação da ansiedade. Seu sintoma mais importante é a fobia, um medo exagerado e desproporcional frente (ou mesmo só de imaginar) a uma determinada situação, objeto, ou lugar que não representa perigo real. Essas pessoas passam a evitar se deparar com essas situações, trazendo prejuízos para a vida pessoal, profissional, familiar, afetiva, etc.
Outra conseqüência da ansiedade é a Falta de Auto-Estima ou Autoconfiança. Do ponto de vista psíquico, a pessoa parece não reconhecer em si os recursos internos que possibilitariam o enfrentamento de determinada situação. Parece haver também uma predisposição genética, isto é, indivíduos que tem histórico familiar de quadros de ansiedade parecem ter mais probabilidade de desenvolver este sintoma. Outro fator importante são situações traumáticas. Indivíduos que viveram experiências muito difíceis podem desenvolver um tipo de ansiedade denominada stress pós-traumáticos.
Há também a Síndrome do Pânico, que é mais uma das manifestações da ansiedade. Caracteriza-se por uma crise de curta duração, de ansiedade extrema, onde os principais sintomas são: medo de morrer, calor ou frio intenso, sensação de formigamento, tonturas, taquicardia, sudorese, falta de ar e outros. Após a primeira crise a pessoa passa a ter medo de ter outra crise e começa a evitar situações que pensa poder desencadeá-la. Desta forma, se não for devidamente tratada pode evoluir a ponto de, gradativamente, incapacitar o indivíduo para a vida.
Algumas vezes pode acontecer também a Depressão, não há um consenso do que é causa ou conseqüência. Mas se observa que ansiedade e depressão caminham juntas. Indivíduos deprimidos podem apresentar estados ansiosos e vice-versa.
Ainda há mais um transtorno que pode acompanhar a ansiedade. É o chamado T.O.C. que significa Transtorno Obsessivo-Compulsivo, ocorre com uma freqüência bem maior do que se imagina. Se não tratado, pode incapacitar as pessoas para o trabalho e acarretar sérias limitações à convivência com seus familiares e com as outras pessoas. Caracteriza-se por preocupar-se excessivamente com limpeza, lavar as mãos a todo o momento, revisar diversas vezes portas e janelas ou o gás antes de se deitar, não usar roupas vermelhas ou pretas, não passar em certos lugares com receio de que algo ruim vai acontecer depois, não sair de casa em determinadas datas, ficar aflito caso os objetos sobre a escrivaninha não estejam dispostas de uma determinada maneira. Esses são alguns exemplos de ações que popularmente conhecemos como “mania”.
Com todos esses transtornos e fobias, não fica difícil entender o porquê Jesus dava importância ao fato de não se ter uma vida baseada na ansiedade. Ele disse: “Não procureis, pois, o que haveis de comer, ou o que haveis de beber, e não andeis preocupados” (Lucas 12. 29).
O apóstolo Paulo ensinava a mesma coisa para a Igreja da cidade de Filipos, em sua carta ele escreveu: “Não andeis ansiosos por coisa alguma; antes em tudo sejam os vossos pedidos conhecidos diante de Deus pela oração e súplica com ações de graças” (Filipenses 4. 6).

Leia também:
O Cristianismo e a Ansiedade - Parte 1.
O Cristianismo e a Ansiedade - Parte 3.

Mensagem: As Marcas da VIda


Mensagem baseada em Gálatas 6. 17.

Testemunho de Natália Nara (Ex BBB)


” Eu não sou uma transformação de Deus agora, eu sou um transformação de Deus todos os dias.”  Natália Nara – ex- BBB

Como purificará o jovem o seu caminho? 
Observando-o de acordo com a tua palavra."
(Salmos 119. 9)

Com a autorização da própria Natália, através de e-mail. Divulgo aqui o seu testemunho. Que ele possa servir de estimulo para muitos outros jovens a buscarem o caminho simples do Evangelho. Para que como luz do mundo possam deixar a luz brilhar, como diz a música "We Are" de Kari Jobe na postagem a seguir.
Natália, que o Senhor a abençoe. Obrigado pelo seu apoio.

We Are - Kari Jobe


O Princípio do Fim!


A cocaína é um alcalóide (produto extraído das folhas de uma planta chamada Erythroxilon coca encontrada principalmente em países da América do Sul e Central). Também é conhecida como coca, pó dourado, neve ou "senhora".
A cocaína é um estimulante do Sistema Nervoso Central. Ela atinge rapidamente o cérebro, produz resposta intensa, o que a torna muito procurada como droga de abuso.


QUAIS OS EFEITOS ASSOCIADOS AO USO DA COCAÍNA?

Já com doses baixas, a cocaína ocasiona alterações em todo o organismo como aumento da freqüência dos batimentos cardíacos (taquicardia) e aumento da pressão arterial (hipertensão). Com a utilização da doses moderadas podem aparecer vômitos, diarréia, excitação, confusão das idéias até ansiedade extrema. Estes efeitos podem durar de poucas horas até alguns dias. A utilização de doses elevadas podem ocasionar uma significativa hipertensão arterial, taquicardia, calafrios, transpiração excessiva, convulsões e morte (por efeitos sobre o coração e respiração) que caracterizam a intoxicação aguda, também conhecida como overdose.
Com o uso freqüente e contínuo (semanas ou meses) podem ocorrer alterações comportamentais como: agressividade, idéia de perseguição(paranóia), alucinações táteis (sensação de insetos caminhando sobre a pele), visuais e auditivas (ver e ouvir coisas) e delírios (desorientação, confusão, medo e ilusões). Também pode ocorrer emagrecimento e perfuração dos septo nasal quando inalada.


QUAIS OS RISCOS DO USO DE COCAÍNA INJETÁVEL?

A administração injetável (parenteral) da cocaína pode trazer problemas em função do solvente utilizado (líquido par dissolver a droga) e das seringas não serem esterilizadas. Também pode acontecer da contaminação ocorrer pelo fato da mesma seringa ser utilizada por mais de uma pessoa. Transmissão de hepatite de endocardite infecciosa, AIDS e menos comumente pneumonia ou infecções localizadas são as doenças mais freqüentes. A falta de higiene no local da administração da droga pode ocasionar o aparecimento de feridas (ulcerações) e desencadear, mais tarde, uma infecção grave em outros locais do organismo.

Quer conhece rmais acesse: O que é cocaína?

“Não se perturbe o vosso coração. Confie em Deus, confie também em mim” (João 14. 1)

Jesus ensinou que a solução para sobreviver ao sofrimento era permanecer ligado a Deus. Se permitirmos que Deus permaneça conosco no sofrimento, por pior que este seja, podemos amadurecer e crescer durante os tempos difíceis. Qualquer coisa é tolerável se não tivermos que suportá-la sozinhos – Mark W. Baker.


sábado, 12 de maio de 2012

Mãe



Sabe, mãe,
Eu queria lhe dizer umas coisas
Que ficam assim na cabeça.
A senhora não precisa arrumar tanto a casa,
Nem lavar tanta roupa
Pra saborear um tempinho para brincar comigo.
Lá na esquina tem um monte de pedra,
Um montão de areia e era bom a gente ir prá lá,
Sentar no chão e brincar, não era não?
E com meu amigo Rubinho
Nós podíamos fazer casinha de pedra,
Ponte de madeira velha encontrada no chão
E carrinhos de casca de árvore
E uma folha seca que é um barato!
Depois, podíamos brincar de jogar pedrinhas
No pau da cerca e ver quem acertava
Ou olhar as pessoas passarem
E dizer: - oi, tudo bem?
Era bom, não era não?
Ter um tempo assim sem pressa
Olhar a luz pela janela
E depois ir dormir?
Mãe, me escuta um pouco,
Senta no chão e conta uma história do livro pra mim,
Aquela do menino que vai passaer
Com o vô no trem fazendo
Choc, choc, piui-piuii...
Eu queria viajar de trem,
Saber como era e levar o meu ursinho
E o meu paninho pra se der sono eu poder dormir.
Era bom, não era não, mãe?
A senhora não precisava trabalhar agora e
A gente pode sair tocando banda, a turma toda, por aí.
Eu na corneta, Rubinho no tambor de lata,
Cristina no pandeiro,
Andréia e Roberto batendo palmas e
A senhora, na frente, cantando uma música inventada.
Nós iríamos longe contornando as ruas,
Chamando todo mundo pra nossa festa de alegria.
Era bom, não era não, mãe?
A senhora fazendo bolinhos,
Eu sentado no banquinho
E a gente conversando conversa fiada.
A senhora me dá banho, me enxuga,
Põe a roupa, me deita na cama
E canta pra mim.
Não precisa correr tanto
O ônibus passa outra hora
E eu sou só, sozinho.
Tô aqui sentado mãe.
Tô te esperando pra dizer
Todas estas coisas.
Olha pra mim.
Olho no olho
E me escuta, tá, mãe?

Zilda Vieira.

quinta-feira, 10 de maio de 2012

Ex-Atriz Pornô Shelley Lubben - Testemunho no Clube 700



Faça o download do livro "A Verdade por trás da Fantasia da Pornografia" diretamente do site da Shelley: "The Pink Cross Foundation":http://www.thepinkcross.org/files/a_verdade_por_tras_da_fantasia_da_pornograf...

"Desperta, Igreja!!"

Este impactante vídeo é uma compilação de alguns trechos de 5 poderosas mensagens de 5 avivalistas de grande renome: David Wilkerson, Keith Daniel, Carter Conlon, Jim Cymbala, Leonard Ravenhill. 

p.s: David Wilkerson e Leonard Ravenhill descansam no Senhor. 

O vídeo original foi compilado e postado pelo usuário "HolyDesperation", apenas acrescentei as legendas e baixei novamente para compartilhar com os amados irmãos. *-* 

"Aquele que tem ouvidos, OUÇA o que o Espírito diz às igrejas..." 
"Porque virá tempo em que não suportarão a sã doutrina; mas, tendo grande desejo de ouvir coisas agradáveis, ajuntarão para si mestres segundo os seus próprios desejos" 2 Tm 4:3

No amor de Cristo, 

Carol





sábado, 5 de maio de 2012

A Luta Interior


"Eu não entendo o que faço, pois não faço o que gostaria de fazer. 
Pelo contrário, faço justamente aquilo que odeio..."

"Pois não faço o bem que quero, mas justamente o mal
que não quero fazer é que eu faço."

"Mas, se faço o que não quero, já não sou eu quem faz isso, 
mas o pecado que vive em mim é que faz."

"Assim eu sei o que acontece comigo é isto:
quando quero fazer o que é bom,
só consigo fazer o que é mau."

"Como sou infeliz! Quem me livrará deste corpo
 que me leva para a morte?"

Que Deus seja louvado, pois Ele
fará isso por meio do nosso
Senhor jesus Cristo".

(Romanos 7. 15, 19, 21, 24, 25).


Mensagem: Você É O Melhor de Deus

Mensagem passeada no texto de Atos 2.4.

Como Os Discípulos de Emaús


Final de domingo, angustiados, frustrados, se sentindo abandonados, órfãos, como alguém que tinha sido enganado, pois haviam colocado todas as suas esperanças na pessoa de Jesus.
Haviam nutrido a esperança, como também toda aquela comunidade de discípulos que seguiam Jesus, que quando chegassem em Jerusalém,  o reino de Deus seria implantado. Que aconteceria um milagre e todos entenderiam que Deus havia se manifestado no meio do povo. E toda uma ordem de coisas iria acontecer. Mas essa expectativa era só deles. Não era a de Jesus.
O que Jesus havia ensinado era que Ele seria perseguido, maltratado, humilhado, crucificado, morto e que ressuscitaria ao terceiro dia. Mas suas mentes não estavam voltadas para isso. Suas mentes estavam fechadas para a realidade. O que eles queriam era a realização de um sonho. Naquilo que o coração queria. Aquilo que todo coração humano quer. Um lugar onde a felicidade possa nos alcançar.
 O que aconteceu com esses discípulos acontecesse a muita gente que deposita as suas próprias expectativas em relação ao Reino de Deus. Em relação à Igreja e ao que significa seguir Jesus.
Quando os discípulos se depararam com a realidade, sua fé naufragou, uns fugiram, outros negaram, outros ficaram mudos, quietos diante dos fatos. E outros ficaram com raiva de Deus. Magoados, machucados, tristes.
 É o que acontecesse quando os meus sonhos não coincidem com os sonhos de Deus. Quando minhas expectativas estão sendo guiadas por razões meramente humanitárias, sem um fundo espiritual que dê sentido a um propósito divino.
Os dois discípulos do texto saem com essa amargura no peito. Com uma dor enorme, uma incompreensão.
Sentem como quem deixou tudo para trás por uma grande causa, e essa causa não valeu a pena. Suas mentes não estavam preparadas para reconhecer Jesus. Não podiam ter uma aceitação imediata, Ficou aquela sensação de que parece, mas não é.
Foi preciso caminhar durante algum tempo junto a Jesus, Foi preciso Ele relembrar o que foi ensinado. Foi preciso Ele repartir novamente o pão para que suas mentes fossem abertas.
Foi preciso Jesus lhes dá a última notícia: “as portas da tumba se romperam e eu saí ressuscitado de entre os mortos”.
Você que está aí nesse momento, magoado, machucado, triste, e. com raiva de Deus. Não baseie sua fé apenas nos seus próprios sonhos. Não seja como os discípulos de Emaús. Abra os olhos para a grande notícia que Jesus deu aqueles homens e que significa muito para nós hoje: “as portas da tumba se romperam e eu saí ressuscitado de entre os mortos”.
Isso significa que “...nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus” (Romanos 8.1). Que um dia Ele voltará para nos buscar e nos levará para morar junto dele: “E, se eu for e vos preparar lugar, virei outra vez, e vos tomarei para mim mesmo, para que onde eu estiver estejais vós também” (João 14.3).
Com essa grande notícia da ressurreição temos também a certeza de que nossas dores passarão, “porque o Cordeiro que está no meio, diante do trono, os apascentará e os conduzirá às fontes das águas da vida; e Deus lhes enxugará dos olhos toda lágrima” (Apocalipse  7. 17), e mais “Ele enxugará de seus olhos toda lágrima; e não haverá mais morte, nem haverá mais pranto, nem lamento, nem dor; porque já as primeiras coisas são passadas” (Apocalipse 21. 4).

Texto baseado em Lucas 24. 13.

sexta-feira, 4 de maio de 2012

Dia do Marido



A Estreiteza de Visão

Após certo tempo uma lembrança me invadiu. Me senti injuriado porque fora usado.
Vi meus sonhos, planos e projetos serem dragado pelos esgotos do sistema religioso.
Indivíduos que sem uma visão espiritual, são usadas malignamente pelo diabo para interromper algo que está em andamento. Indivíduos que carnalmente, projetam seus desejos reprimidos em outras pessoas.
Nesse Acting-Out (Expressão inglesa, que em sua essência significa substituição momentânea do pensamento pela ação, onde domina o caráter impulsivo, e a incapacidade para raciocinar), o foco recai sobre um suspeito e há uma absoluta falta de foco em tudo o mais.
Infelizmente existem esses indivíduos que passam tempo no templo, mas que nunca tiveram um encontro com o sobrenatural a ponto de sua vida ser transformada, para que ela possa viver na dimensão espiritual e compreender que para quem está puro de coração tudo se torno puro: “Tudo é puro para os que são puros, mas para os corrompidos e incrédulos nada é puro; antes tanto a sua mente como a sua consciência estão contaminadas” (Tito 1. 15).
Dentro da experiência religiosa, essa visão estreita se torna semelhante a daquele homem que foi curado de sua visão, mas as imagens continuavam embasadas: “E, levantando ele os olhos, disse: Estou vendo os homens; porque como árvores os vejo andando” (Marcos 8. 24). Os homens tornam-se como árvores.
Esses indivíduos têm um encontro com Jesus, experimentam seu milagre. Mas algo ainda os deixa com essa estreiteza de visão.
Quem sofreu ataques por indivíduos desse tipo sabe como muitas vezes se torna difícil confiar novamente no sistema religioso. Sabe como é difícil acreditar nas palavras amabilíssimas que depois se tentam concertar o erro.
A única certeza que eu tenho e que mostro para quem passou por uma experiência assim, é que aqueles que o acusaram, vão deixar esse túnel por onde desejam que outras pessoas os enxerguem; eles sairão de lá piscando para se acostumarem com a luz ofuscante da verdade e se perguntarão em que se baseia as suas acusações. Pois o que eu aprendo na Bíblia é: “Agora já não existe nenhuma condenação para as pessoas que estão unidas com Cristo Jesus” (Romanos 8. 1).

quarta-feira, 2 de maio de 2012

Salmos 19.1

"Os céus proclamam a glória de Deus
 e o firmamento anuncia a obra das suas mãos."

terça-feira, 1 de maio de 2012

Sem Olhar Para Circunstâncias


Aprendi a viver contente
em toda e qualquer situação

Quando alguém tem a experiência de Cristo, seu íntimo recebe grande contentamento, alegria e refrigério espiritual, que o capacita a transcender qualquer circunstância.
Esta é uma realidade espiritual que capacita o cristão a se regozijar no meio de situações difíceis.
Viver bem e em paz é o desejo de todo coração humano. Mas só Cristo concede a paz que excede todo entendimento, a paz que o mundo não consegue dar nem tirar.
Quando não temos dinheiro, fama, sucesso, poder ou outra coisa qualquer externa, pensamos que teremos a felicidade ao consegui-las.
Mas o cristão vive não somente para o tempo, mas para a eternidade. Por essa razão o cristão consegue ter paz de espírito e de mente mesmo  "ainda que a figueira não floresça, nem haja fruto nas vides; ainda que falhe o produto da oliveira, e os campos não produzam mantimento; ainda que o rebanho seja exterminado da malhada e nos currais não haja gado" (Habacuque 3:17).
Se essa paz fosse possível ser comprada com dinheiro, muitos pagariam milhões para obtê-la.
Mas o convite é feito de graça, por Jesus Cristo. E está disponível a todo aquele que ousar aceitar esse convite.
"Vinde a mim todos os que estais cansados e sobrecarregados e eu os aliviarei" (Mateus 11:28).

Mensagem baseada em  Filipenses 4:11.

You Are For Me - Kari Jobe


You Are For Me
So faithful, so constant, so love and so true
So powerful in all You do
You fill me, You see me
You know my every move
You love for me to sing to You
I know that You are for me, I know that You are for me
I know that You will never forsake me in my weakness
And I know that You have come now even if to write upon my heart
To remind me who You are
So patient, so gracious, so merciful and true
So wonderful in all You do
You fill me, You see me
You know my every move
You love for me to sing to You
Lord, I know that You are for me, I know that You are for me
I know that You will never forsake me in my weakness
And I know that You have come now even if to write upon my heart
To remind me
Lord, I know that You are for me, I know that You are for me
I know that You will never forsake me in my weakness
And I know that You have come now even if to write upon my heart
To remind me who You are
To remind me
I know that You are for me, I know that You are for me
I know that You will never forsake me in my weakness
And I know that You have come now even if to write upon my heart
To remind me who You are