Páginas

quinta-feira, 19 de março de 2015

Aprendendo Como As Pessoas Pensam

Tudo o que fazemos na vida está baseado mais em nossas crenças do que aquilo que sabemos. Observe e você verá que nossas decisões são tomadas por aquilo que sentimos ou pelo que acreditamos, portanto nossas decisões baseiam-se mais na nossa fé, nadaquilo que acreditamos ser verdade.

Somente depois de tudo já realizado e as suas consequencias é que racionalizamos, mas somente com o intuito de justificar nossas escolhas. A questão é que nossas idéias nunca expressam totalmente a realidade. Por essa razão podemos dizer que a arrogancia é um sinal de insegurança.

Jesus tinha uma maneira de ensinar que levava em consideração toda essa questão humana de ser. Quando olhamos para Jesus nos Evangelhos, ensinando a multidão vemos que Ele não criticava os professores da religão pelo conhecimento que eles possuiam, mas, pela sua arrogância.


Segundo a interpretação livre, arrogância é o sentimento que caracteriza a falta de humildade.É muito comum dar essa conotação àquelas pessoas que não desejam ouvir os outros, que não desejam algo de que não saibam ou que se sentem superiores ao seu próximo.

Em relação aos professores da religião em seu tempo Jesus disse: “Então, Jesus disse à multidão e aos seus discípulos: "Os mestres da lei e os fariseus se assentam na cadeira de Moisés. Obedeçam-lhes e façam tudo o que eles lhes dizem. Mas não façam o que eles fazem, pois não praticam o que pregam. Eles atam fardos pesados e os colocam sobre os ombros dos homens, mas eles mesmos não estão dispostos a levantar um só dedo para movê-los. Tudo o que fazem é para serem vistos pelos homens. Eles fazem seus filactérios bem largos e as franjas de suas vestes bem longas; gostam do lugar de honra nos banquetes e dos assentos mais importantes nas sinagoga s,de serem saudados nas praças e de serem chamados ‘rabis’” (Mateus 23:1-7).

O método de Jesus ensinar por meio de parábolas, que é uma história que nos ajuda a entender a realidade da vida, mostra que Jesus conhecia que o ser humano toma decisões mais pelo que ele acredita do que naquilo que sabemos: “Com muitas parábolas semelhantes Jesus lhes anunciava a palavra, tanto quanto podiam receber. Não lhes dizia nada sem usar alguma parábola. Quando, porém, estava a sós com os seus discípulos, explicava-lhes tudo” (Marcos 4:33-34). 

O fato de Jesus ensinar através de parábolas é que ela nos ajuda a compreender a realidade. Ela não altera em nada os fatos da vida. As coisas acontecem conforme as decisões vão sendo tomadas mas, elas nos ajudam a ver as coisas de outra maneira.