Páginas

terça-feira, 11 de novembro de 2014

O Nosso Maior Bem

Temos uns anos para viver nesse mundo, e uma voz sempre nos adverte: “Não se esqueça do principal”! Pois fascinados pela riqueza, começamos a juntar tudo àquilo que pensamos poder carregar.

Fruto da ganância, a riqueza e os prazeres materiais é o que nos fascina. E aquilo que deveria ser o principal em nossa vida vai ficando para trás.

O que você tem como o maior bem de sua vida? Alguns dirão que é sua esposa, outros dirão que são seus filhos. Muito romântico e bonito, mas, embora seja muito importante sabermos amar a nossa família. Chegará um tempo em que ela será dividida, seja por motivo de viagem, algum tipo separação ou morte. E ficaremos sozinhos.

Para muita gente seu status, seu emprego, seus bens materiais são o seu bem maior. Mas status se pode perder, você pode ser demitido do emprego e seus bens podem ser consumidos ou roubados. Então o seu maior bem deixará de existir.

O salmista tinha um bem que deveria ser a nossa prioridade. Ele diz: “Tu, Senhor, és tudo o que eu tenho; obedecerei as Tuas leis” (Salmos 119. 57).

Ele sabia disso, pois a Sua falta é muito prejudicial: “A minha alma tem sede de Deus, do Deus vivo...” (Salmos 42:2). A alma chora e também todo o seu ser chora quando há um bem maior que não seja o Senhor: “As minhas lágrimas servem-me de mantimento de dia e de noite, enquanto me dizem constantemente: Onde está o teu Deus?” (Salmos 42:3).

Além de prejudicial, não há outro recurso para a alma.

No Novo Testamento encontramos Pedro, discípulo de Jesus dizendo: “A quem vamos seguir...? O Senhor tem as Palavras que dão vida eterna” (João 6. 68).
Pedro entendia que Deus é o nosso maior bem, assim como o salmista. Ele foi aprendendo que as coisas principais são os de valores espirituais, a vida, as pessoas – tanto as que amamos como aquelas que precisamos aprender a amar. Ele aprendeu o valor de cultivar verdadeiras amizades. Jesus lhe ensinou isso: “Já não vos chamo servos... Mas chamei-vos amigos” (João 15:15).

Como eu disse no início, temos pouco tempo aqui e é importante sabermos como esgotar esse tempo.