Páginas

quarta-feira, 11 de junho de 2014

Quem Nunca Sentiu?


Quem nunca sentiu aquele desejo fortíssimo de praticar atos contrários aos princípios de Deus?
Pois é... Isso é chamado de tentação. Podemos dizer também que é a investida do diabo contra os cristãos.
A receita para que ele não saia vitorioso é esta: “mas resisti ao Diabo, e ele fugirá de vós” (Tiago 4. 7).
 
Quando a tentação é consumada, a consequência é o pecado que traz sobre nós a morte: “Porque o salário do pecado é a morte” (Romanos 6. 23).
A prática do pecado separa o homem de Deus, o destitui da comunhão com o Eterno. Se o ser humano continua na sua prática, ele será punido com o castigo eterno.
Diariamente todos nós somos tentados, ela é comum a todos. Mas, há a garantia, dada pelo Senhor, de que todas elas são suportáveis: “Não vos sobreveio nenhuma tentação, senão humana; mas fiel é Deus, o qual não deixará que sejais tentados acima do que podeis resistir, antes com a tentação dará também o meio de saída, para que a possais suportar” (1 Coríntios 10.13).
Isso significa que nenhuma tentação é superior as nossas forças.
“Bem-aventurado o homem a quem o Senhor não imputará o pecado” (Romanos 4. 8).