Páginas

sábado, 28 de dezembro de 2013

O Segredo do Amor

A Bíblia ensina que Deus é o criador de tudo. Criou o homem a sua imagem, mas o pecado o distanciou de Deus e apagou essa imagem.
No entanto a Bíblia ensina que o começo da sabedoria é o temor do Senhor. O sábio afirma: “O temor do Senhor é o princípio do conhecimento; mas os insensatos desprezam a sabedoria e a instrução.” (Provérbios 1. 7). A Escritura também afirma: “O temor do Senhor é o princípio da sabedoria; e o conhecimento do Santo é o entendimento” (Provérbios 9. 10).
A palavra Temor aqui deve ser entendida como a reverência para com Deus. É essa reverência que nos leva a confiar Nele, adorá-Lo e obedecê-Lo.
O Salmista declarou: “Diz o insensato no seu coração: Não há Deus” (Salmos 14:1). Outros entendem Deus como uma força mística, outros como um deus impessoal, que não se relaciona com a sua criação.
Mas o Deus a quem o sábio se refere é o Deus de Gênesis 1. 1 e de João capitulo 1.
É o Deus que “amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna” (João 3. 16). É o Deus de um amor maravilhoso, pois derramou seu amor sobre um mundo perdido, arruinado e culpado.
Mas o que havia no mundo para que Deus o amasse?
Esse é o grande mistério, não havia nada nele que fosse digno de amor. Só havia inimizade para com Deus, ódio a Sua vontade, desprezo a Sua Lei e rebelião contra os seus mandamentos.
Todavia, “Deus amou o mundo de tal maneira”.
Amou tanto que o escritor não conseguiu expressar com palavras o quanto Ele amou. Amou de uma maneira tão divina que deu o Seu Filho, para redimir o mundo da perdição, e para arrebanhar dele um povo para o Seu louvor.
Esse é o segredo do amor. Quem muito ama, muito dá: “que deu o seu Filho unigênito.
E para qual propósito isso aconteceu? Foi para que “todo aquele que Nele crê não pereça...”
O amor de Deus alcançou todo o mundo, só nos cabe crer. Confiar Nele.
Você crê nisso?