Páginas

quinta-feira, 27 de abril de 2017

A Expiação – Soteriologia – E.T – Parte 2

Olá. Espero que a postagem anterior tenha ajudado você. Nossa intenção é fazê-lo conhecer um pouco mais sobre a sua fé.

Hoje pretendo falar sobre o Duplo Aspecto da Expiação. Isso significa dizer que Jesus, o Cristo, efetuou a expiação sobre dois aspectos: primeiro: Pela sua obediência à Lei. E segundo: pelos seus sofrimentos e morte. 

Resumindo: Por sua obediência Cristo cumpriu a Lei expressa no concerto das obras, que Adão deixou de cumprir. E pelos seus sofrimentos e morte, Jesus recebeu a penalidade devido ao pecado.


Pode parecer duro, e é mesmo. Fato é que a Lei oferecia vida como recompensa quem obedecesse, e ameaçava com castigo aquele que não obedecesse.

Funcionava como matemática. O preceito da Lei tinha de ser obedecido. O castigo da Lei tinha que ser recebido. 

A expiação resolveu esse problema. Pois Cristo satisfez as exigências da lei. Tanto quanto ao preceito, como quanto à penalidade. E aqui entra uma questão importante. Que serve para você nunca mais entrar em papo furado de falsos ensinamentos.


Se Cristo tivesse falhado em qualquer dos dois, nenhuma expiação teria sido feita, e nenhum redenção teria sido efetuada.

O sofrimento físico – tudo aquilo que ele passou do jardim até a cruz – não é mais importante do que a disposição correta, - sem amor de nada serve – que o levou a se lhe submeter.

As teorias que consideram a expiação como puramente subjetiva constituem uma das piores heresias dos tempos atuais, pois negam o aspecto vicário e expiatório da obra de Cristo. 

É isso! No próximo mês teremos mais informações que o ajudará a crescer em conhecimento.


Sugiro que leiam a Bíblia, para aprender mais sobre Cristo. E que façam um curso de Bacharel em Teologia, ou Doutorado em Teologia, para aprimorar o seu ministério. Paulo sugeriu a Timóteo: “Procura apresentar-te a Deus aprovado” (2 Timóteo 2.15). 

Deus o abençoe.

                      DÊ UMA BÍBLIA A QUEM VOCÊ AMA!