Páginas

quarta-feira, 1 de março de 2017

Alegrem-se Por Ter Os Seus Nomes Escritos

A igreja parece está tão perdida, em relação a sua finalidade no mundo, quanto os discípulos estavam, ao voltarem após Jesus os enviar para a realização de algumas tarefas.

Há tanta preocupação em sentir arrepio, cair no chão, pular, se emocionar, criar sensacionalismos. A questão é que nada disso tem valor se não houver obras.

E as obras de nada importam, se a consciência não tiver certeza do motivo pelo qual elas estão sendo feitas: “Contudo, não vos alegreis porque se vos submetem os espíritos; alegrai-vos antes por estarem os vossos nomes escritos nos céus” (Lucas 10.20).


Se há obras, mas, não há fé, seu ativismo é uma coisa morta: "Porque, assim como o corpo sem espírito é morto, assim também a fé sem obras é morta" (Tiago 2.26).

É bom levar mais a sério o que o próprio Jesus falou, sobre aqueles que curavam, expulsavam demônios e, no entanto ouviriam dele: “Nunca vos conheci; apartai-vos de mim” (Mateus 7.23).

Então o que realmente importa? 

O Novo Testamento deixa bem claro que é o amor. Pois tudo aquilo que chamamos de obra espiritual, e atividades para Deus, nada valem se não for por amor.