Páginas

domingo, 17 de abril de 2016

Jesus É Uma Boa Opção?

Assistindo ao programa do pastor Silas Malafaia, no dia 16 de abril deste ano (2016), ele disse uma frase que me chamou a atenção. Ele disse: “Sabemos que alguma coisa tem significado para nós quando ela sai do pensamento para o coração e do coração para a ação... Aquilo que não tem significado para você, você não faz”.

Talvez você tenha passado por uma experiência como essa que vou relatar, eu passei.
Quando falamos de Cristo a alguém e nos mostramos contente com a nossa igreja a pessoa diz: “Isso é bom, pois funcionou pra você”.

Um dia quando eu falava sobre o evangelho com uma pessoa, ela se mostrou empolgada com tudo que eu estava falando, mas, logo veio a decepção quando em seguida ele conta a história de um amigo seu que estava tão feliz quanto eu, pois para ela o espiritismo também deu certo. Para essa pessoa a questão se baseava somente em encontrar uma verdade religiosa que funciona e que a satisfaça.


Isso se dá, pois em muitas igrejas é apresentado várias verdades, e não a Verdade do Evangelho. Em muitos casos igrejas viraram empresas, e membros consumidores.

No momento tempo chamado de modernismo, as pessoas se consideravam auto-suficientes e diziam não precisar de deus. Já no pós-modernismo, as pessoas admitem precisar de um deus, mas dificilmente querem o Deus da Bíblia. Que para eles é considerado radical e absolutista.

Para essa geração pós-moderna, aqueles que defendem o cristianismo bíblico precisam ser banidos da face da terra. Pois não aceitam que Jesus Cristo é o único caminho, para essa geração o máximo que Jesus pode ser é uma boa opção. 

     Não é de se estranhar por que Jesus disse: “Porque, onde estiver o teu tesouro, aí também estará o teu coração. Um corpo iluminado” (Mateus 6.21 - Bíblia King James Atualizada).