Páginas

segunda-feira, 14 de setembro de 2015

Lutando Contra o Mal

O desejo de Deus para nós é que lutemos contra nossas tendências ruins. É por esse motivo que Ele nos mostra como evitar o que é errado.

Embora vivamos hoje em uma época em que o mal seja comum, devemos nos lembrar de que Jesus orou a Deus pedindo para que não nos tirasse dele: “Não peço que os tires do mundo, mas que os livres do mal” (João 17.15). Jesus quer que nós ainda estejamos no mundo. Ele tem um plano para cada um de nós neste mundo.

Estamos no mundo, mas não pertencemos a ele. É por isso que Jesus diz: “É por eles que eu rogo; não rogo pelo mundo, mas por aqueles que me deste” (João 17.9).

Deus permite a existência do mal para que tenhamos consciência de suas consequências. Por essa razão, estando no mundo, receberemos ofertas diversas, mas o que Deus espera de nos é que: “Quer comamos, quer bebamos ou façamos qualquer outra coisa, façamos pra glória de Deus!" (1 Coríntios 10.31).

O que irá nos libertar de verdade é a graça de Deus, a liberdade e o amor incondicional. Esse é o ensino de Jesus.

O provérbio de Salomão é um dom princípio para àquele que deseja ser sábio e agradar a Deus, ele diz: “Sê sábio, filho meu, e alegra o meu coração, para que tenha alguma coisa que responder àquele que me desprezar” (Provérbio 27.11 - Versão Almeida Revista e Corrigida).

O mundo é mal, e está cego, pois: “... o deus deste século cegou os entendimentos dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo” (2 Corintios 4.4).

É por essa razão que precisamos de sabedoria, para responder àquele que despreza a Deus. O conselho que Paulo deu a Timóteo foi: “Procura, isto sim, apresentar-te aprovado diante de Deus, como obreiro que não tem do que se envergonhar e que maneja corretamente a Palavra da verdade” (2 Timóteo 2. 15).