Páginas

terça-feira, 9 de junho de 2015

Fé No Que Virá

Quando Moises estava para atravessar o Mar Vermelho, ele disse ao povo hebreu: “Não te­nham medo. Fiquem firmes e vejam o livramen­to que o Senhor trará hoje, porque vocês nunca mais verão os egípcios que hoje veem” (Êxodo 14. 13).

Foi preciso fé para ver o que ainda iria acontecer. Mas, o que é fé?

Conforme o autor do livro aos Hebreus: “Ora, a fé é a certeza daquilo que esperamos e a prova das coisas que não vemos” (Hebreus 11. 1).

Vejamos então: Certeza aqui é igual à realidade. Realidade, de coisas que se esperam; a mesma palavra aparece em Hebreus 1. 3 traduzida como "Ser", ou, algo que existe.

Com respeito à Convicção, aqui significa aceitar inteligentemente, os fatos que não se veem.

Em João 16:8, aparece o Espírito Santo convencendo, o homem da veracidade do Evangelho. Quebrando a indiferença do ímpio: “Quando ele vier, convencerá o mundo do pecado, da justiça e do juízo” (João 16. 8).

A fé tem muita ligação com a esperança. Um escritor francês chamado Charles Péguy disse: "A esperança vê o que ainda não é, mas será".

Mas como ter esperança nos dias em que estamos vivendo? Como ter fé quando a TV está manipulando a crença brasileira e sendo usada como arma de satanás? Como confiar em Deus se a ciência a cada dia mostra novas capacidades para se apresentar como um deus capaz de tudo? Já se falou até de uma clonagem de Cristo.

Como podemos esperar dias melhores se olhamos a nossa volta e vemos que a terra está ferida?



Sim a terra está ferida, primeiramente existencialmente, pois as pessoas procuram o suicídio, as drogas, o álcool, a prostituição. A terra está cheia de gente angustiada!

Em segundo, a terra está ferida psicologicamente. As pessoas estão doentes, paranoicas, psicopatas, desnorteadas, sem sentido de vida, não tem visão do que é sadio, gente que desgraça sua própria vida e também daqueles que estão ao seu lado.

Em terceiro, a terra está ferida familiarmente. Vemos pessoas que adulteram, relações geladas, pais e filhos que não se entendem, divórcios, mães solteiras. Um verdadeiro caos familiar.

Em quarto, a terra está ferida moralmente. Homossexualismo, estupradores, uma TV suja e cheia de sensualidade.

Em quinto, a terra está ferida espiritualmente. Encontrados gente com medo de espíritos, vivendo à custa dos despachos, gente servindo a deuses, aos exus, às iemanjás, às divindades da religiosidade popular. Gente vazia, que estragam a sua existência nas religiões e seitas, que ao invés de lhes tirar o fardo, o torna mais pesados.

Como ter esperança num mundo como esse?

Camões em seu livro “Os Lusíadas” deixou a seguinte frase para a humanidade: "Um fraco rei faz fraca a gente forte".

Isso nos faz pensar nos nossos prefeitos, secretários, vereadores, que trazem novas perspectivas para o nosso país. "Fracos governantes também fazem fraco o nosso povo potencialmente forte"

Onde encontrar a solução? Onde está a esperança?

"dize aos filhos de Israel que marchem"  (Êxodo 14.15b). Essa foi a resposta de Deus a Moisés: "Vá em frente!"

A esperança para o cristão não é ficar só esperando.

É ter a certeza que Deus, bom e poderoso, permitirá que a caminhada pelo vale de lágrimas nos conduza à graça, nesta vida: "O choro pode durar uma noite; pela manhã, porém, vem o cântico de júbilo" (Salmos 30. 5b); e à glória na eterna: "porque o Cordeiro que está no meio, diante do trono, os apascentará e os conduzirá às fontes das águas da vida; e Deus lhes enxugará dos olhos toda lágrima." (Apocalipse 7. 17); "Ele enxugará de seus olhos toda lágrima; e não haverá mais morte, nem haverá mais pranto, nem lamento, nem dor; porque já as primeiras coisas são passadas" (Apocalipse 21.4).


Estamos no século 21, Jesus disse que devíamos ser sal para sarar esta terra, e luz para iluminar os que estão em trevas. A Igreja é separada por Deus para ser salvadora de almas, instrumento de Deus para transformações de corações. E milagres como os que estão escritos em Atos 2, poderão ser contemplados por aqueles que tem esperança e fé: “E acontecerá nos últimos dias, diz o Senhor, que derramarei do meu Espírito sobre toda a carne; e os vossos filhos e as vossas filhas profetizarão, os vossos mancebos terão visões, os vossos anciãos terão sonhos; e sobre os meus servos e sobre as minhas servas derramarei do meu Espírito naqueles dias, e eles profetizarão. E mostrarei prodígios em cima no céu; e sinais embaixo na terra, sangue, fogo e vapor de fumaça.  O sol se converterá em trevas, e a lua em sangue, antes que venha o grande e glorioso dia do Senhor. E acontecerá que todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo” (Atos 2. 17. 21).

Mas para isso é preciso aquietar, "permanecer firme" (Êxodo 14. 13): "Não temais; estai quietos, e vede o livramento do Senhor, que ele hoje vos fará."

Não ter medo!

Mesmo quando faltar a força, a coragem. Quando vierem as lágrimas e se sentir sozinho. Quando seu futuro, seus planos, parecerem nunca mais serem possível de realizarem. Quando se sentir rastejando, sem força para se colocar de pé. Esse é o momento do poder da fé!

Mas a fé só se manifesta àquele que não tem medo de marchar, ir adiante, àquele que luta. Pois o mar só se abriu no momento da fé, quando o povo creu e caminhou em sua direção.

Àquele que tem medo nunca poderá contemplar esse momento. Por isso, só corações habitados por Deus poderão abastecer a sociedade de ética e dignidade para que as trevas não prevaleçam.

O autor do livro aos Hebreus diz que todos os antigos obtiveram bons testemunhos foi por ter fé: “Pois foi por meio dela que os antigos receberam bom testemunho” (Hebreus 11:2).

“... os quais por meio da fé venceram reinos, praticaram a justiça, alcançaram promessas, fecharam a boca dos leões, apagaram a força do fogo, escaparam ao fio da espada, da fraqueza tiraram forças, tornaram-se poderosos na guerra, puseram em fuga exércitos estrangeiros. As mulheres receberam pela ressurreição os seus mortos; uns foram torturados, não aceitando o seu livramento, para alcançarem uma melhor ressurreição; e outros experimentaram escárnios e açoites, e ainda cadeias e prisões. Foram apedrejados e tentados; foram serrados ao meio; morreram ao fio da espada; andaram vestidos de peles de ovelhas e de cabras, necessitados, aflitos e maltratados (dos quais o mundo não era digno), errantes pelos desertos e montes, e pelas covas e cavernas da terra” (Hebreus 11. 33, 38). 

Ele diz também: “Ora, sem fé é impossível agradar a Deus; porque é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe, e que é galardoador dos que o buscam” (Hebreus 11. 6).

Vamos colocar em prática a nossa fé, vamos caminhar em direção ao mar. Vamos ver a salvação que o Senhor nos dará.

Que o Senhor nos abençoe.

Amém



Mensagem pregada na 7ª Igreja Presbiteriana de Volta Redonda (Betel), em 11 de fevereiro de 2001. Baseada no texto de Êxodo 14:13.