Páginas

quarta-feira, 20 de maio de 2015

Tudo Tem Seu Tempo Determinado

Fazer ou não fazer algo só depende de nossa vontade e perseverança. Mas precisamos entender que nosso tempo é diferente do tempo de Deus e, que Ele tem multiformes maneiras de agir.

O que compete a nós é simplesmente confiar, pois “Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu” (Eclesiastes 3. 1).

As coisas acontecem na hora certa. Exatamente quando devem acontecer. Jesus certa ocasião perguntou: “Qual de vós, por ansioso que esteja, pode acrescentar um côvado ao curso da sua vida?” (Mateus 6. 27).

Devemos entender que há momentos felizes e que nesses momentos devemos louvar a Deus. Mas também há momentos difíceis, e que nesses momentos devemos buscar a Deus.


O apostolo Paulo escrevendo aos filipenses disse: "Sei o que é passar necessidade e sei o que é ter fartura. Aprendi o segredo de viver contente em toda e qualquer situação, seja bem alimentado, seja com fome, tendo muito, ou passando necessidade” (Filipenses 4. 12).

Paulo aprendeu o significa de adorar a Deus e confiar Nele. Por isso ele foi capaz de dizer logo em seguida: “Tudo posso naquele que me fortalece" (Filipenses 4. 13). Ou para melhor compreensão: “Na força que Cristo me dá, posso enfrentar qualquer situação”.

Devemos entender também que há momentos silenciosos, nesses momentos devemos continuar a adorar a Deus. Mesmo que tudo diz que não. Que pareça que Deus não está lá.


Há também momentos dolorosos, e nesses momentos precisamos aprender a confiar em Deus. Confie mais em Deus e menos em seu coração. Pois, “Tudo coopera para o bem daqueles que amam a Deus” (Romanos 8. 28). Este versículo não diz que tudo é bom, mas diz que tudo contribui para o bem. Portanto, em cada momento agradeça a Deus. 

Podemos aprender uma grande lição com Habacuque, no Velho Testamento, que disse: “Ouvi isso, e o meu íntimo estremeceu, meus lábios tremeram; os meus ossos desfaleceram; minhas pernas vacilavam. Tranquilo esperarei o dia da desgraça que virá sobre o povo que nos ataca. Mesmo não florescendo a figueira, não havendo uvas nas videiras; mesmo falhando a safra de azeitonas, não havendo produção de alimento nas lavouras, nem ovelhas no curral nem bois nos estábulos, ainda assim eu exultarei no Senhor e me alegrarei no Deus da minha salvação” (Habacuque 3. 16-18).