Páginas

quinta-feira, 12 de março de 2015

Filhos de Deus

Paternidade é uma questão interessante. Alguns são pais sem de fato ser, outros são, mas, não querem ser, há quem é porque resolveu ser por adotar alguém, e aqueles que são pais de fato.

A questão é, todos nós somos filhos. Se meu pai é bom ou mau, se fui abandonado por ele ou não, se o conheço ou não, se quero reconhecer o fato ou não, não importa. Fato é que somos filho de nosso pai onde quer que estejamos. Seu DNA está em nós.


De igual modo, somos filhos de um Pai celestial que não nos esquece jamais. Ele jamais nos rejeita! Ele diz: “Eu nunca o deixarei; Eu jamais o abandonarei” (Hebreus 13.5).

Ele sempre responde as nossas necessidades. E onde quer que estejamos, temos a certeza de que Deus nos conhece. E de igual modo Ele é reconhecido por aqueles que são Seus filhos: “Eu sou o bom pastor; conheço as minhas ovelhas, e elas me conhecem” (João 10.14).  

É um privilégio e também uma responsabilidade ser filho de Deus. Por isso aqueles que o são devem viver de forma a honrar o nosso Pai.