Páginas

quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

Princípios da Teologia – Parte 1 – E.T.

A finalidade da Teologia é mostrar os assuntos abordados dentro da Bíblia, com a finalidade de desenvolver nas pessoas uma perspectiva analítica e uma cosmovisão capaz de criar nelas uma maneira de ver e entender o mundo. Ajudando o ser humano a entender as relações humanas e os papeis que cada indivíduo tem na sociedade, além de conseguir encontrar respostas a questões básicas da vida, como a finalidade da existência humana, sobre a vida e após a morte.

Mas, infelizmente, o que encontramos é um grupo de pessoas querendo manipular e controlar através de suas interpretações esse livre desenvolver interpretativo. E assim criam suas próprias teologias e doutrinas que muitas vezes não tem nada a ver com o Evangelho.


O problema sobre a Teologia é que muitas vezes na sua interpretação, o homem acaba por agarrar-se a tradições. Simplesmente porque seu objetivo de estudo passa por questões especulativas, natural e social. Mas no momento em que conseguimos entender suas definições, então passamos a entender também a sua área de atuação e os seus verdadeiros objetivos.

O que dificulta muitas vezes a compreensão do Evangelho é a dificuldade de um diálogo teológico contemporâneo com a sociedade atual. É difícil para muitos fazer a mensagem do Evangelho compreensível em nossos dias sem se envolver com misticismos, sentimentalismos e impressões pessoais. Por isso há tantas divisões.

Neste artigo usarei as respostas do Breve Catecismo de Westminster para mostra-lhes um pouco daquilo que me foi ensinado em minha infância. Espero que lhes seja de muita utilidade e que abençoe a sua vida.

Como princípios de Teologia eu quero simplesmente mostrar que o fim principal do homem é glorificar a Deus, e gozá-lo para sempre, pois como diz Paulo: “Realmente, foi Deus quem fez todas as coisas. Por Deus e para Deus tudo continua a existir. A Deus seja sempre dada toda a glória. Amém” (Romanos 11.36).


E para que o ser humano pudesse glorificar a Deus, Ele nos deu como regra a Sua Palavra, que se acha nas Escrituras do Velho e do Novo Testamentos, ela é a única regra para nos dirigir na maneira de O glorificar e gozar. O próprio Jesus a utilizou para ensinar os seus discípulos: “Depois, Jesus explicou a eles tudo o que os profetas tinham dito a respeito dele em todas as Escrituras, começando por Moisés” (Lucas 24. 27).

A principal coisa que aprendemos ao ler as Escrituras é o que o homem deve crer acerca de Deus, e o dever que Deus requer do homem. Jesus disse aos homens de seu tempo: “Examinem as Escrituras, porque vocês crêem que elas vos trarão a vida eterna, e são elas que apontam para mim. No entanto, não querem vir a mim para que vos dê essa mesma vida eterna” (João 5. 39, 40). 

Contextualizar sem fugir aos ensinos bíblicos muitas vezes é muito complicado, pois as pessoas já se acostumaram a um sistema religioso de crenças dos quais elas não conseguem escapar.

Leia também:
Princípios da Teologia – Parte 2.