Páginas

domingo, 25 de janeiro de 2015

Encontrando A Paz de Espírito

Certa vez “Disse Jesus aos judeus que haviam crido nele: “Se vocês permanecerem firmes na minha palavra, verdadeiramente serão meus discípulos. E conhecerão a verdade, e a verdade os libertará”” (João 8. 31, 32).

A condição para se conhecer a verdade é permanecer firme nos ensinamentos de Jesus. Pois quanto mais a gente compreende as coisas, mais o mundo vai se tornando real pra nós.

“... Verdadeiramente serão meus discípulos.”, discípulo é aquele que recebe ensino de um mestre. Mestre é alguém que ensina. Se formos levar para sentidos acadêmicos, será alguém com grande saber, um perito, ou seja, é aquele que concluiu o curso de pós-graduação "strictu sensu" de mestrado.


No Velho Testamento algo semelhante acontecia quando se referia aos “filhos dos profetas”, que eram pessoas encaminhadas para receber um determinado tipo de instrução diretamente dos profetas. Mas não acredito que fosse essa a colocação que Jesus estava fazendo ao se dirigir aos judeus que haviam crido nele.

Ser discípulo é ser um aluno, alguém que aprende. E no Novo Testamento é entendido como aquele que aceita e se submete a doutrina de Jesus. De acordo com o próprio Jesus, discípulo é todo aquele que divulga e pratica o Evangelho. E conhecer essa verdade nos trás paz ao coração, pois: " ...conhecerão a verdade, e a verdade os libertará”.

Agostinho disse em o “Livro das Confissões, página 23: “Tu nos criastes para Ti, e o nosso coração vive inquieto enquanto não repousar em ti”

Nenhum ser humano tem paz em si mesmo. Ela é algo que sempre vem de Deus. Isaias declara: “Tu conservarás em paz aquele cuja mente está firme em ti, porque confia em ti!” (Isaias 26. 3).

As palavras de Agostinho e os versos da Bíblia estão nos ensinando que temos uma escolha. Podemos continuar buscando guiar nossa própria vida, sabendo, porém que o resultado será vivermos uma vida vazia, ou podemos buscar escolher a Deus e a Sua vontade com todo o nosso coração para que Ele guie nossa vida e tenhamos paz em nosso ser. 

É uma questão de escolha. Qual é a sua?