Páginas

segunda-feira, 27 de outubro de 2014

Deus Proverá

Quando Isaque perguntou a Abraão onde estava o cordeiro para o holocausto, Abraão lhe fez uma afirmação de fé: "Deus proverá para si o cordeiro para o holocausto" (Genesis 22. 8). E foi exatamente o que aconteceu, no momento em que Abraão iria imolar o filho, o Anjo do Senhor o impediu. Deus reconheceu que Abraão de fato O temia.

Não foi preciso sacrificar Isaque, Abraão ofereceu um cordeiro que estava preso pelos chifres entre os arbustos daquele lugar. Diante tal situação e grato a Deus pela provisão, Abraão deu aquele lugar o nome de Jeová Jiré, ou seja, "O SENHOR Proverá".

Deus colocou como providência no caminho de Abraão um cordeiro para o sacrifício. Isso nos mostra como Deus está no controle de todas as coisas, e Ele as conduz para a realização de Seu soberano propósito.


 Essa história também nos mostra como Deus se preocupa com o bem de Seus filhos. O apóstolo Paulo escreveu aos cristãos em Roma: “E sabemos que todas as coisas concorrem para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito” (Romanos 8. 28).

Essa história de Abraão nos leva a meditar numa história mais recente. Pois ela é uma representação da nossa salvação. Assim como o cordeiro morreu no lugar de Isaque, Jesus, chamado o Cristo, é o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo (João 1. 36).

Paulo aos Romanos escreveu: “Mas Deus dá prova do seu amor para conosco, em que, quando éramos ainda pecadores, Cristo morreu por nós” (Romanos 5. 8). E o apóstolo Pedro escrevendo em sua carta disse: “Porque também Cristo morreu uma só vez pelos pecados, o justo pelos injustos, para levar-nos a Deus; sendo, na verdade, morto na carne, mas vivificado no espírito” (1 Pedro 3. 18).

 Estamos nos aproximando do Natal, é bom ter em mente qual é o verdadeiro significado desta data. Ao invés de se iludir com estórias de faz de conta do Noel.