Páginas

sexta-feira, 5 de setembro de 2014

Coisas Que A Gente Não Tira Do Coração

Importante na vida não é ter!
O importante na vida é ser! É ser amigo, ser gente, ser feliz, ser família... Mas é ridículo como as pessoas deixam de gostar de alguém só porque esse alguém não faz o que elas querem.
Vivemos dias em que os olhos estão voltados para o celular, um objeto inanimado; criando seres sem vida e sem ânimo.
Nas redes sociais circula uma foto com os seguintes dizeres: “Diz a lenda que se você parar de olhar para o celular e erguer os olhos, você verá árvores, pessoas, céu, pássaros... Tente pra você ver".
Bem apropriado para esses dias de proliferação de seres inanimados.
Diante disso, vemos proliferar também, o consumo de álcool e drogas. Que muitas vezes começam em casa. Através de familiares. Principalmente em relação ao álcool, pois a embriaguez do adolescente, muitas vezes está associada a uma embriaguez do pai e à aceitação social do consumo do álcool.
Todos sabem a importância que têm a educação da família na vida do adolescente. E ela deve ser muito forte, pois, o adolescente quer pertencer a uma turma, é o chamado a lógica do grupo, ele deseja ter um lugar ao qual pertencer, é uma fase de definição, e o desejo de se desvincular dos pais.
Dependendo do grupo ao qual esse adolescente deseja pertencer, pode estar incluído aquele que se baseia no controle de espaço pelo uso da força, que consome álcool em excesso e se alimenta da violência, pois quem exagera na bebida pode ficar mais agressivo.

É quando os erros dos adultos começam a aparecer. Ao invés de mostrar amor, começam a parar de gostar... “só porque esse alguém não faz o que eles querem”.
Carl Jung quase acertou ao dizer que: “Ao que nos compete discernir, o único propósito da existência humana é jogar um pouco de luz nas trevas do mero ser”.
      Na verdade o propósito do homem é adorar a Deus. E ao adorá-Lo, ele atende ao chamado para o qual Deus o chamou. O chamado é para ter Deus no coração: “Falou-lhes, pois, Jesus outra vez, dizendo: Eu sou a luz do mundo; quem me segue não andará em trevas, mas terá a luz da vida” (João 8.12).