Páginas

quarta-feira, 20 de agosto de 2014

Misericórdia e Graça

Através da palavra de Deus as coisas vieram à existência. Mas chegará o dia em que todos nós estaremos diante de Deus, e Ele fará uma auditoria em nossa vida. Será o exame final antes que entremos na eternidade.
A Bíblia nos diz que cada um de nós estará pessoalmente diante de Deus para sermos julgados por Ele. Cada um de nós terá de prestar contas de si mesmo a Deus.
Para nossa alegria, é desejo Dele que passemos nesse teste. E por isso devemos ser gratos por duas atitudes de Deus em relação a nós.
Primeiramente devemos ser gratos a Ele por Sua Misericórdia, é ela que impede de recebermos de Deus o castigo que merecemos. A Bíblia diz: “As misericórdias do Senhor são a causa de não sermos consumidos, porque as suas misericórdias não têm fim; Novas são cada manhã...“ (Lamentações 3. 22).
Em segundo, devemos ser gratos a Ele por Sua Graça. É a Graça de Deus que nos faz receber aquilo que não merecemos: “Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus” (Efésios 2. 8).
Deus nos mostra através da Bíblia, antecipadamente, aquilo que Ele espera de nós. E através dela podemos supor quais perguntas nos serão feitas no futuro, quando estivermos diante Dele.
Ele não perguntará sobre seus antecedentes religiosos ou suas ideias doutrinárias. O que importará é o que você fez com seu Filho, Jesus. Deus vai querer saber se você aprendeu a ama-lo e a confiar Nele.
Outra coisa que Ele vai querer saber de você é o que você fez com a vida que Ele lhe deu; seus talentos, suas oportunidades, sua energia, seus relacionamentos, e todas as dádivas e recursos que Ele lhe deu.
Enquanto estamos no mundo, chamado Planeta Terra, fazemos coisas que achamos boas e que gostamos de fazer. Sem dar muita atenção aos propósitos de Deus. Nos esquecemos que dinheiro pode ser devolvido, mas que as consequências de palavras mal empregadas não podem ser desfeitas.
É certo que nem todo mundo mata, nem todo mundo rouba, mas todos mentem. Mas naquele dia as mentiras de nada valerão.