Páginas

terça-feira, 22 de julho de 2014

"O Vento Sopra Onde Quer..."

“O vento sopra onde quer...” Podemos ouvir o seu som, mas não conhecemos a sua origem ou o seu destino.
Na parábola de Jesus, o vento é usado como uma atuação do Espírito. E da mesma forma como não há uma forma de controlar o ir e vir do vento, através do poder e da sabedoria humana, também o novo nascimento do Espírito é independente da vontade humana.
Não existe uma forma. João no prólogo de seu Evangelho diz que não procede: “nem da vontade da carne, nem de vontade do homem” (João 1. 13). Somos todos de personalidades diferentes e importantes para Deus. Ele entende que somos únicos e que temos nossas fraquezas. Portanto a atuação oculta no coração humano não pode ser controlada ou vista, mas seus efeitos são inconfundivelmente evidentes.
O vento sopra onde quer, e ouves a sua voz; mas não sabes donde vem, nem para onde vai; assim é todo aquele que é nascido do Espírito” (João 3. 8).