Páginas

terça-feira, 8 de abril de 2014

Indiferente


O dia está feio, o tempo horrível e dizem que o Sol está brilhando lá fora, mas do que adianta? Ninguém ligou. Ninguém se importa. Você está sozinha. Só tem você e o seu travesseiro. Para quê arrumar a cama ou fazer o seu cabelo? Você não tem vontade de falar com ninguém exceto se desmoronar em algum canto e chorar sozinha. Afinal de contas, ninguém se importa mesmo.

Nós vivemos em uma era indirefente e a maioria das pessoas não se importam com as outras. Você espera simpatia mas sempre fica de fora. Você espera compreenção e tudo o que recebe é indirefença. É tão fácil se magoar e se deixar levar por isso. Viver todo dia lamentando o amor que você nunca recebe. Como pode um ser sentimental como você e eu sobreviver a tanta dor de cabeça?
Uma das primeiras coisas que eu aprendi com todas essas minhas dores de cabeça foi que eu não deveria esperar nada de ninguém. Um dia eu me dei conta de que isso não é justo pra ninguém. Quantas vezes nós esquecemos de ligar para um amigo que estava doente? Esquecimento certamente não quer dizer não se importar. Se as pessoas falham conosco, nós rapidamente nos magoamos, como se nunca tivéssemos falhado com alguém.

O que eu faço a seguir é me fazer entender o porque das pessoas não estarem sempre a minha disposição. Notem que eu disse que me faço entender…não é algo natural pra mim entender as pessoas, assim como muitas mulheres. Nós temos essa tendência de esquecer que as outras pessoas também têm uma vida. Tudo tem sempre que girar ao nosso redor… talvez no fundo, pensamos ser o Sol! A realidade no entanto é que nada gira à nossa volta. Se não brilharmos, não estaremos machucando ninguém além de nós mesmas.

Terceiramente, eu busco maneiras para me tornar independente. Se uma amiga não está tão próxima como ela era antes, eu dou a ela o espaço que ela quer e sigo em frente. Pra que ficar triste com algo que não está dando certo? Não é inteligente da nossa parte correr atrás daqueles que estão correndo de nós. Não faça o mesmo com ela, mas deixe ela ir. Se ela quiser voltar, você estará exatamente onde ela te deixou.
Então você vê que tudo se trata de você. Se alguém te magoar, cabe a você se recompor e seguir em frente. Pare de esperar dos outros, tente entender e seja independente… independente de pena, conforto, simpatia e compreenção de outras pessoas. Você não precisa mesmo disso, precisa? A pena de ninguém vai tornar as coisas melhores pra você. A compreenção das pessoas não vai desfazer o que você fez. Pra que ligar? Pra que deixar as suas emoções te enredarem a ponto de não querer acordar de manhã?

Nós temos que atingir um nível onde nos tornamos auto-suficientes. Deus deve ser o Único pelo qual necessitamos nos achegar. Se o marido partiu, tenha pena dele. Se sua amiga não te liga mais, coitada dela… não é você que está perdendo, eles estão!

Cristiane Cardoso