Páginas

terça-feira, 22 de abril de 2014

Eles Não Podem Crer


Quando paramos para prestar atenção nas experiências vividas por muitas pessoas, descobriremos um mundo desconhecido, às vezes sombrio, em que elas vivem ou quando melhor, viviam.
Descobriremos por exemplo que alguns padecem de sintomas tais como: medos irracionais, pensamentos repetitivos e rituais escravizadores; outros apresentam dores ou sintomas físicos sem que uma causa orgânica as justifique; há ainda os que vivem sem ânimo, solitários, com dificuldades para trabalhar ou que experimentam repetidos fracassos profissionais.
Muitos experimentam, ou já experimentaram uma tensão permanente nas relações pessoais, a desconfiança constante com respeito às demais pessoas, a incapacidade para manter relações amorosas duradouras e as dificuldades na área da sexualidade.
Tudo isso é indicio, sinais de uma disfunção emocional passível de ser analisada. Mas não podemos nos esquecer também que a Bíblia ensina que: “O ladrão só vem para roubar, matar e destruir” (João 10. 10). O ladrão aqui é a figura do diabo.

Às vezes o que precisamos é simplesmente fazer uma escolha. Todavia, “Eles não podem crer, pois o deus desde mundo conservou a mente deles na escuridão. Ele não os deixa ver a luz que brilha sobre eles, a luz que vem da boa notícia a respeito da glória de Cristo, o qual nos mostra como Deus realmente é” (2 Coríntios 4. 4).
Uma coisa importante que as pessoas precisam entender é que: "se eu não mudar o que eu faço hoje, todos os meus amanhãs serão como ontem". Isso é fato!
Eu costumava perguntar aos clientes dentro do consultório: “Você pensa que já sofreu o bastante, ou deseja sofrer mais?”.
Para o contexto psicológico, muita gente descobre nesta pergunta que há uma possibilidade de sair do mal que lhe oprime. Mas ainda resta outro contexto, o espiritual, e para este Jesus faz um convite: “Venham a mim, todos vocês que estão cansados de carregar as suas pesadas cargas, e eu lhes darei descanso” (Mateus 11. 28). Ao contrário do “ladrão que vem para roubar, matar e destruir, Jesus vem para que as pessoas tenham vida, e vida completa” (João 10. 10).
Sem entrar em pormenores a respeito do sofrimento humano, precisamos entender que às vezes, Deus permite o sofrimento, para entendermos que ele antecede ao alívio: “... mas fiel é Deus, que vos não deixará tentar acima do que podeis” (1 Coríntios 10. 13).
O apóstolo João escreveu em seu Evangelho: “Porque Deus amou o mundo tanto, que deu o seu único Filho, para que todo aquele que nele crer não morra, mas tenha a vida eterna” (João 3. 16).
O que falta é uma atitude em direção contrária ao que você tem feito até agora. Mas isso só você pode fazer. A motivação, o interesse, a fé deve estar dentro de você. Pois como diz um ditado árabe: “Pode-se levar o cavalo à fonte, mas não se pode fazê-lo beber”.
Se não houver estes elementos dentro de você, nada do que eu diga será suficiente para que você creia. Portanto está dito. Agora cabe a você decidir se quer continuar assim como está, ou se deseja uma transformação.
Deus lhe abençoe.