Páginas

terça-feira, 11 de março de 2014

Vem Ficar Comigo - Léa Mendonça e Sérgio Lopes

Vivemos em uma época em que o casamento não é mais obrigatório. Uma época em que o divórcio está mais acessível. Poderíamos dizer com isso que permanecer casado significa dizer que as pessoas estão satisfeitas com suas escolhas?
Seja como for, uma coisa é certa, o casamento pode ser uma experiência divertida. Longe de uma experiência monótona, o casamento pode se tornar divertido, aventuroso, libertador e estimulante.
Aquela paixão do início pode permanecer, trazendo ao casal romance, atração e compromisso. Mesmo diante a realidade da vida, da saudade dos amigos, dos momentos de bola, da privação do tempo por causa dos filhos e da realização profissional que ameaça o relacionamento.
Se unidos permanecem, na saúde e na doença, na alegria e na tristeza, sempre há momento para se curtirem... Pois todo casamento evolui com o tempo. E sempre com a certeza de que a qualquer momento, em qualquer etapa da vida e do relacionamento, sempre surgirão situações que podem afetar tudo.
Mas para aqueles que conseguem vencer essas situações, que venceram as circunstâncias, o amor permanece, na junção do compromisso jurado, pois: o amor “tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta” (1 Corintios 13. 7).
 

Vem ficar Comigo
Sérgio Lopes

...(Léa Mendonça)

De repente Eu me Vi Sozinha Por aí
Relembrando quando você me tomou
Em seus braços e falou: Eu Te Amo
São momentos que a gente não esquece
São detalhes que a Vida enriquece
Mas a Saudade que me invade faz Doer

...(Léa E Sérgio Lopes)

Vem ficar Comigo,
Dá logo seu jeito
Vem Cuidar de Mim,
Matar Meu Desejo
De ficar juntinhos assim
Vem ficar Comigo,
Com Deus Sempre Unidos
O Amor Nunca Acabará
Contigo ao Meu Lado
Por Toda Minha Vida Quero Estar

...(Sérgio Lopes)

Deixa então Eu Te Amar,
Nos Teus braços revelar Meus Segredos
Segurar as suas mãos
E abrir Meu Coração sem receios
Minha carência só quem Cura é você
Na inocência desse Seu Tão Doce Olhar
Mas a Saudade que me invade faz Doer.