Páginas

quarta-feira, 19 de março de 2014

Perca Peso Fazendo o Que Se Gosta


Para quem sofre com a questão sabe que emagrecer não é uma tarefa fácil. Todos nós conhecemos alguém que entrou na academia e um mês depois parou, ou alguém que está fazendo algum tipo de regime que exige esforços mirabolantes. Mas é possível se divertir enquanto se emagrece!
Em 2012 um dado alarmante divulgado pelo Ministério de Saúde, divulgou que quase metade dos brasileiros está acima do peso: 48,5%. Dentro desse quadro, 13% são considerados obesos.
Baseado nesta pesquisa, as informações são de que nos últimos trinta anos a obesidade duplicou entre os adultos e triplicou entre as crianças.
Mas o que está causando este aumento? As principais causas são a alimentação inadequada e a inatividade física.
Alguém mal avisado pode querer utilizar do seguinte texto para suas convicções teológicas: “Pois o exercício corporal para pouco aproveita, mas a piedade para tudo é proveitosa, visto que tem a promessa da vida presente e da que há de vir” (1Timóteo 4. 8).

Todavia o que o apóstolo Paulo está ensinando a Timóteo nesta sua primeira carta a ele, é o contraste entre o valor de curto prazo do exercício físico em relação aos benefícios de longo prazo da piedade. Pois o exercício físico inclui aspectos presente como obediência e uma vida com propósitos: “eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância” (João 10. 10). Já a piedade influência a vida cristã, tanto no presente como no futuro. Envolvendo, portanto, maiores recompensas no Reino de Deus: “segundo a graça de Deus que me foi dada, lancei eu como sábio construtor, o fundamento, e outro edifica sobre ele; mas veja cada um como edifica sobre ele. Porque ninguém pode lançar outro fundamento, além do que já está posto, o qual é Jesus Cristo. E, se alguém sobre este fundamento levanta um edifício de ouro, prata, pedras preciosas, madeira, feno, palha, a obra de cada um se manifestará; pois aquele dia a demonstrará, porque será revelada no fogo, e o fogo provará qual seja a obra de cada um. Se permanecer a obra que alguém sobre ele edificou, esse receberá galardão. Se a obra de alguém se queimar, sofrerá ele prejuízo; mas o tal será salvo todavia como que pelo fogo” (1 Coríntios 3. 10-15). 
Portanto praticar exercícios físicos não é pecado. A negligência com o templo de Deus, que é o nosso corpo, isso sim se torna pecado.
Para quem quer iniciar uma atividade física, não precisa fingir que está gostando. Pois na prática do exercício, são liberadas no corpo as endorfinas, que são os hormônios responsáveis pelo prazer e pelo bem-estar.