Páginas

domingo, 5 de janeiro de 2014

Começando Novo Ano - Continuação

         Quando falamos de cristianismo, estamos falando da doutrina cristã da revelação, ela mostra que a mente não é algo indispensável. Na verdade o cristianismo coloca a mente no seu devido lugar. E se quisermos permanecer espiritualmente vivos, temos que desenvolver conscientemente novas convicções que surgem com o crescimento.
Ser cristão está relacionado primeiramente com o dever de receber sua mensagem, em segundo nos submetermos a ela, e em terceiro nos esforçarmos por compreender essa mensagem e como relacionarmos essa mensagem com o mundo em que vivemos. Pois aquilo que construímos fora deve ser o reflexo daquilo que conquistamos em nosso interior. E isso só conseguimos com o auxílio de nossa mente.
Não é por acaso que o sábio escreve: “Tenha cuidado com o que você pensa, pois a sua vida é dirigida pelos seus pensamentos” (Provérbios 4. 23).
Graças a Deus que nos permite ter uma mente renovada no poder do Espírito Santo: “Mas o que é espiritual discerne bem tudo, enquanto ele por ninguém é discernido. Pois, quem jamais conheceu a mente do Senhor, para que possa instruí-lo? Mas nós temos a mente de Cristo” (1 Corintios 2. 15, 16).
Por este motivo, como disse anteriormente, durante este ano dividirei com você leitor, ensinos teológicos que me ajudaram crescer na fé e no conhecimento de Deus.
Deus lhe abençoe. Que possamos estar juntos e que as postagens possam ser de grande ajuda para sua vida e seu ministério.