Páginas

quarta-feira, 15 de abril de 2015

Vida No Limite

Quem pode dizer que consegue esperar para poder colocar seus planos em ação? São muito poucos os que costumam esperar muito para coloca-los em ação.

No diálogo entre Pedro e Jesus notamos que o orgulho fez Pedro deduzir que ele tinha mais visão que Jesus. Veja o que diz as Escrituras: “Então Pedro o levou para um lado e começou a repreendê-lo, dizendo: — Que Deus não permita! Isso nunca vai acontecer com o senhor! Jesus virou-se e disse a Pedro: — Saia da minha frente, Satanás! Você é como uma pedra no meu caminho para fazer com que eu tropece, pois está pensando como um ser humano pensa e não como Deus pensa” (Mateus 16, 22,23).


Vemos na figura de Pedro, um homem cego acerca de si mesmo e com um orgulho muito grande, Pedro não era um homem mal, mas era orgulhoso.

Em várias ocasiões ele tentou assumir o controle da situação. Em várias ocasiões ele tentou decidir o que ele e os outros discípulos fariam.

Certa ocasião ele havia reafirmado seu compromisso com Cristo ao dizer: “Ainda que me seja necessário morrer contigo, de nenhum modo te negarei" (Mateus 26.35), mas bastou poucas horas depois para ele negar qualquer envolvimento com Jesus (Mateus 26. 69-75).

Isso não é difícil de acontecer com qualquer um de nós. Temos nossos planos, oramos a Deus para abençoa-los, mas, nos esquecemos de esperar. Pensamos que sabemos melhor do que Deus aquilo que nos fará feliz. Então agimos antes mesmo de Deus nos responder.

Nossa cegueira acerca de nós mesmos e nosso orgulho nos impedem de esperar a resposta de Deus. Levam-nos a agir mais pelos nossos ímpetos. E isso nos leva ao exagero. 

Mas se aprendermos a confiar em Deus, e esperar confiantemente Nele, ele se inclinará para nós: “Esperei confiantemente pelo Senhor; e Ele se inclinou para mim e me ouviu... Bem-aventurado o homem que põe no Senhor a sua confiança...” (Salmos 40. 1, 4).